ARTIGO

O Apocalipse bíblico é guia para a transição planetária

Por Marco Denucci Di Spirito | Edição 270 | 23 de Julho de 2019

Em entrevista conduzida pela apresentadora Hebe Camargo, em 1985, Chico Xavier respondeu sobre a profecia de uma terceira guerra mundial
Créditos: ANDRÉ CARDOSO

O Apocalipse bíblico é guia para a transição planetária

Vivemos tempos decisivos para nosso planeta e para nossa civilização. Atravessamos limiares inéditos no curso da história e nunca as decisões foram tão importantes para definir que caminho nossa evolução vai seguir. E embora venhamos convivendo cada vez mais com os conhecidos profetas do apocalipse que adoram apregoar datas para o fim do mundo, a verdade é que estamos mesmo em fase de transição em nosso planeta. Mas não estamos tão à deriva como pensamos, pois temos um livro para nos orientar.

O estudo do livro bíblico do Apocalipse ou Livro das Revelações nada tem a ver com fanatismo religioso ou com a loucura de alguns profetas do caos que utilizam a ingenuidade das pessoas para lucrarem com ela. Porém, é certo que o estudo do livro traz o desafio de se identificar quais eventos — no tempo e no espaço — estão indicados em suas linhas, além de ser um texto caracterizado por burilado edifício conceitual e analítico, em torno das revelações mediúnicas de João.

Indagado sobre o fato de a Bíblia encerrar símbolos especiais para a educação moral do homem, o espírito de Emmanuel, psicografado pelo médium Cândido Xavier respondeu no livro O Consolador [FEB, 1941] que “todos os documentos religiosos da Bíblia se identificam entre si no todo, desde a primeira revelação, com Moisés, de modo a despertar no homem as verdadeiras noções do seu dever para com os semelhantes e para com Deus”.

Guia para o apocalipse

Em entrevista conduzida pela apresentadora Hebe Camargo, em 1985, Chico Xavier respondeu sobre a profecia de uma terceira guerra mundial que poderia ocorrer no planeta e fez as seguintes considerações: “Muitas vezes nós falamos em fim do mundo, mas a verdade é que se houver um fim do mundo, ele se debitará à ambição e ao ódio entre os homens, mas não a uma ordem divina”. No livro Jesus em Nós [Editora Geem, 1986] lemos que “os armamentos são cada vez mais especializados para veicular a morte de milhões de pessoas. Então, o homem não tem o que indagar sobre o fim do mundo, porque qualquer transformação mais trágica do mundo virá do homem e não da bondade de Deus”. E ainda assim, segundo dizia Chico Xavier, nós recebemos um “guia” há quase 2.000 anos sobre o que nos esperava no futuro.

Na linha da revelação positivada por intermédio da mediunidade de Chico Xavier, entendemos que o mais importante é se ter em conta que a Europa corresponde ao ícone mais destacado que se afigura para marcar o período da transição planetária. No livro Apocalipse Segundo o Espiritismo [Vinha da Luz, 2017], mostramos que o médium nos legou relevantes marcos temporais para o devido balizamento dos eventos do Apocalipse. O estudo dos trabalhos de Chico Xavier nos permitiu compreender que há uma cronologia no Apocalipse, mas não estritamente na sequência dos seus capítulos. Ou seja, há uma sequência, mas que não é exata ou linear. Ademais, a mediunidade de Chico Xavier enseja a constatação de que nos encontramos em fase avançada do apocalipse.

Constata-se no texto bíblico uma passagem que indica o limite do livre-arbítrio dos homens, quando do mau uso de sua liberdade: “E o sétimo anjo derramou a sua taça no ar e saiu grande voz do templo do céu, do trono, dizendo: Está feito”. A expressão “está feito” indica o atingimento de uma data limite, a concretização de uma fase concedida por Deus para a atuação dos homens, a partir da qual, se os caminhos não se endireitam, sopram os vendavais de grandes mudanças.

TODO O CONTEÚDO DESTA EDIÇÃO ESTARÁ DISPONÍVEL NO SITE 60 DIAS APÓS A MESMA SER RECOLHIDA DAS BANCAS

Para continuar lendo este artigo, você deve se cadastrar no Portal UFO. O cadastramento é gratuito e dá acesso a todo o conteúdo do site.

Login

Compartilhe esse artigo:

Sobre o Autor

Marco Denucci Di Spirito

Autor

Comentários