Edição 67
DESTAQUE

Morte silenciosa lembra Varginha

Por
01 de Sep de 1999
A Égua Asfixiada de Jancery Silvia Testa Pompeu, proprietária do Sítio dos Gnomos, em Cotia (SP), que morreu de forma misteriosa após um encontro com uma criatura não identificada
Créditos: arquivo cepex

Nos primeiros meses de 1996, no município de Cotia (SP), ocorreram insólitos casos de mortes misteriosas de animais. Episódio semelhante só seria registrado em Varginha (MG) durante a controvertida história do avistamento e captura de seres extraterrestres, em 20 de janeiro daquele ano. Os casos de Cotia deram-se no mês de março. A proprietária do Sítio dos Gnomos, Jancery Silvia Testa Pompeu, ouviu barulhos estranhos vindos do curral onde pastavam um cavalo e uma égua. “Parecia um gemido bem grosso,” contou. Ela chamou o caseiro Nei dos Santos para verificar o que estava acontecendo. Santos voltou minutos depois arranhado e ensangüentado porque o pacato cavalo lhe deu coices, jogando-o contra a cerca de arames farpados, onde feriu os braços e as costas.

Disse ainda que quando chegou no curral a égua já agonizava, morrendo antes que pudesse socorrê-la. Silvia ligou para o veterinário, que concluiu morte por asfixia. O caso teria se encerrado por ali se, um mês depois, o mesmo diagnóstico não tivesse vitimado também outros animais.

Primeiro foi uma leoa tratada no sítio desde filhote, que começou a apresentar estranhos sintomas e falta de apetite, até falecer em apenas quatro dias. Logo em seguida, uma cabra teve os mesmos indícios, vindo a morrer em quinze dias, ao mesmo tempo em que os gansos também extinguiram-se misteriosamente no lago. Alguns estavam nadando normalmente e subitamente faleciam. Outros apareciam boiando de manhã, sendo que em uma única ocasião a morte de um marreco foi atribuída a predadores – pois apareceu sem pescoço e vísceras. Durante o mesmo período, e em menos de dois dias, dez vacas leiteras morreram sem demonstrar sintomas.

Amostras de Pêlos – Nenhum dos veterinários contratados conseguiram chegar a uma conclusão. Somente puderam diagnosticar o aparente motivo das mortes. As vacas haviam falecido de anemia profunda. O exame das vísceras de alguns gansos constatou que elas estavam em avançado estado de putrefação. Apenas o estômago inexplicavelmente permanecia intacto. Enfim, não havia nada que explicasse as perdas. Mas Silvia e seu marido tomaram conhecimento de que no episódio de Varginha animais também apareceram mortos em circunstâncias semelhantes. Por isso, em setembro de 1996, poucos dias depois do falecimento de uma cabra, o casal entrou em contato com os integrantes do Centro de Estudos e Pesquisas Exológicas (CEPEX), do Grupo Ufológico do Guarujá (GUG), do Grupo Gênesis e do Instituto Nacional de Investigação de Fenômenos Aeroespaciais (INFA), que aportaram no Sítio dos Gnomos e vasculharam cuidadosamente todas as regiões próximas aos locais onde haviam ocorrido mortes de animais. O resultado foi a coleta de pequenas mas significativas amostras de pêlos que, diferentes das de qualquer outro animal conhecido, são muito semelhantes aos deixados pelo estranha criatura vista pelo fazendeiro Alaor Bernardes, em Vargem Grande do Sul.

A intensa casuística do litoral de São Paulo

Já está no ar a Edição 67 da Revista UFO. Aproveite!

Sep de 1999

Fomos visitados