Edição 287
DESTAQUE

Klaatu barada nikto: Os 70 anos de O Dia em Que a Terra Parou

Por
01 de Mar de 2022
O momento do desembarque do gigante robô Gort [À frente] e o alienígena Klaatu, pouco antes de ele ser alvejado acidentalmente
Créditos: ARQUIVO UFO

Em 1951, um ano antes de George Adamski despontar como o primeiro contatado da Era Moderna dos Discos Voadores e dois anos antes de Dino Kraspedon [Pseudônimo de Aladino Félix] viver seu primeiro encontro com o comandante espacial, um disco voador aterrissava bem no centro de Washington, exatamente às 15h47, e era imediatamente cercado por uma multidão de curiosos e pelo Exército dos Estados Unidos. Após algumas horas de suspense inativo, de uma abertura no casco inteiramente liso da nave, de onde não se entreviam frestas, surgia um emissário alienígena de compleição física idêntica à humana que anuncia ter vindo “em paz e de boa vontade”.

Quando ele inesperadamente abre um pequeno dispositivo em sua mão, é baleado e ferido por um soldado precipitado e nervoso. Um robô alto, aparentemente constituído do mesmo metal de que era feito a nave, emerge do disco e desintegra as armas do Exército. O alienígena ordena ao robô, Gort, que pare e explica que o dispositivo, agora quebrado, era um presente para o presidente dos Estados Unidos que lhe teria permitido “estudar a vida nos outros planetas”.

O alienígena, Klaatu, é levado ao Hospital Militar Walter Reed. Após a cirurgia, ele usa uma pomada para curar rapidamente seu ferimento. Enquanto isso, o Exército tenta de todas as formas, mas não consegue, entrar no disco. Gort está do lado de fora, como uma estátua, silencioso, impassível e imóvel. Klaatu diz ao secretário de Estado dos Estados Unidos, o senhor John Harley, que ele tem uma mensagem que deve ser transmitida a todos os líderes mundiais simultaneamente. Harley diz a ele que no clima político vigente de tensão e desconfiança mútua entre as nações, uma conferência desse porte seria impossível. Klaatu sugere que ele mesmo pudesse demover os humanos de suas “suspeitas e atitudes irracionais”. O secretário encaminha sua proposta ao governo, que a rejeita, e Klaatu permanece confinado, sob vigilância.

Passeio pela cidade

Klaatu foge do hospital e, passando-se por terráqueo, se esconde em uma pensão, onde se registra com o nome de Carpenter. Lá ele conhece a jovem viúva Helen Benson, funcionária do Departamento de Comércio, e seu filho Bobby. Quando Helen e seu namorado Tom Stevens saem, Klaatu se oferece para tomar contar de Bobby e este o leva para um passeio pela cidade, incluindo uma visita ao túmulo de seu pai no Cemitério Nacional de Arlington — Klaatu descobre que a maioria dos que estão ali enterrados são soldados mortos em guerras. Eles também visitam o Lincoln Memorial, e lá Klaatu reaviva suas esperanças ao ler os ideais de Lincoln.

TODO O CONTEÚDO DESTA EDIÇÃO ESTARÁ DISPONÍVEL NO SITE 60 DIAS APÓS A MESMA SER RECOLHIDA DAS BANCAS

A noite oficial dos UFOs no Brasil

Já está no ar a Edição 287 da Revista UFO. Aproveite!

Mar de 2022

Fomos visitados