Edição 284
DESTAQUE

Estranhos desaparecimentos são atribuídos a entidades do folclore

Por
25 de Apr de 2021
Sim, discos voadores também caem, pois aparentemente sua tecnologia não é tão avançada quando se pode pressupor
Créditos: RAFAEL AMORIM

Muitas pessoas desaparecem todos os dias do planeta Terra sem deixar rastro. Algumas por escolha própria, outras porque não desejam mais conviver em sociedade e outras ainda porque são vítimas de ferozes assassinos, além de muitas outras situações. Mas há casos que não podem ser incluídos nessas explicações e há elementos específicos que diferenciam um desaparecimento anômalo de outro potencialmente originado de causas comuns, como ataques de animais, ação de sequestradores, assassinos etc. Esses aspectos emergem do exame cuidadoso de centenas de casos, todos agrupados por especificidades que levam a enquadrar o evento em uma tipologia bem definida. Para permitir ao leitor compreender quais são esses elementos e identificá-los na apresentação dos casos individuais, iremos fazer uma análise da questão.

Primeiro, cães farejadores da equipe de busca da polícia não conseguem encontrar nenhum traço olfativo do desaparecido. Este é um elemento que caracteriza praticamente 99% dos casos que vamos examinar e que os diferencia dos casos ditos padrão. Na verdade, apesar do faro e das habilidades dos cães utilizados pelas equipes de recuperação, para espanto de seus treinadores e membros da equipe, os animais são incapazes de sentir o cheiro da pessoa desaparecida e parecem incapazes de rastrear para onde foi a pessoa que está se procurando.

Também temos o casos de vítimas que são encontradas em uma área precedentemente examinada com cuidado. Todos nós temos em mente, depois de termos visto em muitos filmes, como as buscas são realizadas minuciosamente — dezenas e às vezes centenas de pessoas, espaçadas a poucos metros umas das outras, percorrem passo a passo a área em que o desaparecido foi visto pela última vez e para onde ele poderia ter se dirigido. São pesquisas meticulosas, conduzidas por profissionais altamente treinados e acostumados a estar ao ar livre, capazes de observar a natureza e reunir pistas para entender por onde uma pessoa pode ter passado.

Explicações convencionais

Um elemento muito comum desses desaparecimentos anômalos é que, se e quando é encontrado, o corpo do desaparecido é achado em áreas que foram meticulosamente reviradas à sua procura, o que leva à conclusão de que aquela pessoa deve ter estado em outro lugar durante as buscas e, em seguida, levado até a área já examinada. Esse é um aspecto que surpreende as equipes de recuperação e os policiais, pois leva à exclusão das explicações convencionais.

Também se nota a falta de roupa ou calçados. As vítimas são frequentemente encontradas sem sapatos ou roupa alguma, independentemente da zona climática em que desaparecem. Existem também numerosos casos trágicos de crianças muitas pequenas, que ainda não conseguem se vestir ou despir, que são encontradas sem sapatos ou outras roupas. Assim como abundam os relatos de sujeitos cujas roupas se encontram empilhadas perto da última área onde foram vistas, como se tivessem se despido sem motivo, mesmo em climas muito frios.

TODO O CONTEÚDO DESTA EDIÇÃO ESTARÁ DISPONÍVEL NO SITE 60 DIAS APÓS A MESMA SER RECOLHIDA DAS BANCAS

Biden revelará os segredos dos UFOs?

Já está no ar a Edição 284 da Revista UFO. Aproveite!

Apr de 2021

Fomos visitados