ARTIGO

Discos voadores vistos nas Guerras da Coreia e do Vietnã

Por Umberto Visani | Edição 258 | 01 de Junho de 2018

NÃO HÁ
Créditos: WAR TIMES

Discos voadores vistos nas Guerras da Coreia e do Vietnã

Ver sinais nos céus no curso de batalhas e guerras parece ser algo que acompanha a humanidade há milênios, e ainda que muitas vezes os sinais vistos nada tivessem de sobrenatural, eles foram assim interpretados e motivaram à luta aqueles que os presenciaram. A história está cheia de exemplos de como luzes, objetos, vozes, nuvens estranhas, cruzes e mais um sem número de coisas surgiram nos céus logo antes e até durante grandes batalhas. Nem sempre, porém, os UFOs se contentaram em apenas observar os conflitos, há também numerosos relatos sobre como luzes e objetos misteriosos nos céus interferiram em benefício de um ou outro lado durante os enfrentamentos.

Também não podemos, claro, nos esquecer dos famosos foo fighters, as bolas de luz que seguiam e atravessavam as aeronaves aliadas e inimigas durante a Segunda Guerra Mundial. Nesse contexto, as Guerras da Coreia e do Vietnã não foram exceção e registraram casos de avistamentos e até de interferência de UFOs nos enfrentamentos. Até há pouco tempo, entretanto, pouco sabíamos sobre o contexto ufológico que se desenrolou durante esses dois conflitos, e só agora, devido ao empenho de alguns pesquisadores, os casos vêm a público. Neste artigo conheceremos alguns deles.

Fatos históricos

Antes de entrarmos na análise de episódios propriamente dita, é importante falarmos, ainda que muito ligeiramente, sobre essas duas guerras que pontuaram a segunda metade do século XX e deixaram marcas profundas e situações até hoje não resolvidas. Para que o leitor saiba, a Guerra da Coreia tecnicamente ainda está em curso, já que um tratado de paz nunca foi assinado — o que existe, ainda hoje, é um armistício firmado entre as duas nações, uma das razões da tensão constante na região, já que o acordo pode ser quebrado a qualquer momento, embora estejamos presenciando exatamente o contrário neste momento, ou seja, uma aproximação das duas Coreias.

Em 1945, com o fim da Segunda Guerra, o Japão retirou-se da Coreia e o país foi dividido de forma que o norte ficou sob a influência da União Soviética e, portanto, tornou-se comunista, e o sul ficou sob influência dos Estados Unidos, tornando-se um país capitalista. Em junho de 1950, a Coreia do Norte invadiu a Coreia do Sul e o conflito armado teve início. Um armistício foi assinado, em 1953, motivado pelas ameaças dos Estados Unidos de lançar bombas atômicas sobre o país. Na ocasião, China e União Soviética também se retiraram do cenário, mas, como sabemos, a tensão nunca diminuiu. A Guerra da Coreia foi um perigoso e sanguinário enfrentamento que quase levou o mundo a uma guerra nuclear e que, ao ser interrompida, em 1953, três anos após seu início, deixou um saldo de quatro milhões de mortos.

Dois anos depois, em 1955, começou a Guerra do Vietnã, outro violento e sanguinário conflito cuja longa duração — de 20 anos — deixou profundas marcas na sociedade e no governo norte-americano, além de milhões de mortos, a maioria deles civis. A guerra, que em última análise era mais uma vez entre os Estados Unidos, capitalista, e a extinta União Soviética, comunista, começou porque o Vietnã do Sul, então República do Vietnã, temia ser invadido e anexado pelo Vietnã do Norte, ou República Democrática do Vietnã. Os Estados Unidos, como todos sabemos, foram derrotados e se retiraram do conflito em 1973. Até hoje a Guerra do Vietnã representa um alerta de fracasso para os norte-americanos, que evitam a todo custo repetir tal desfecho.

Explicações oficiais

Em uma manhã de setembro de 1950, dois meses após o início da guerra, três caças-bombardeiros da Marinha dos Estados Unidos voavam próximos à costa coreana, a cerca de 3.000 m de altitude. Cada aeronave levava dois tripulantes: o piloto e o radiotelegrafista, que, além de responsável pelas comunicações de rádio, era também artilheiro. E foram os próprios radiotelegrafistas das três aeronaves que olhavam atentos procurando pelos comboios que deveriam bombardear que notaram, espantados, duas sombras gigantescas no solo que vasculhavam.

TODO O CONTEÚDO DESTA EDIÇÃO ESTARÁ DISPONÍVEL NO SITE 60 DIAS APÓS A MESMA SER RECOLHIDA DAS BANCAS.

Para continuar lendo este artigo, você deve se cadastrar no Portal UFO. O cadastramento é gratuito e dá acesso a todo o conteúdo do site.

Login

Compartilhe esse artigo:

Sobre o Autor

Umberto Visani

Comentários