ARTIGO

Discos voadores e turismo

Por Equipe UFO | Edição 98 | 01 de Abril de 2004

UFO registrados por Marco Petit na Serra da Beleza, a 12 km de Conservatória
Créditos: marco petit

Discos voadores e turismo

O Brasil já foi o centro mundial das atenções quando o assunto é Fenômeno UFO. Em todo o planeta, até alguns anos atrás, ufólogos acompanhavam com avidez o desenrolar de fatos em nosso Território, geralmente repleto de extraordinários acontecimentos relacionados a visitas de extraterrestres. Mas essa situação mudou e outros países, hoje, ocupam o centro dos debates ufológicos. Não porque esteja havendo uma diminuição nos eventos que aqui ocorrem, mas por estarmos atravessando uma fase de “entressafra” em nossa casuística, agravada por uma certa apatia na Ufologia Brasileira.

Internamente, também vemos enfraquecerem os debates sobre o tema, com uma diminuição dos eventos na área, que antes eram mais numerosos e muito mais concorridos pelo público. Poucos congressos e simpósios, hoje, atingem número suficiente para custear as despesas geradas em sua organização. Como sintoma disso, os ufólogos apontam a mesma entressafra já verificada pelos estrangeiros. Ou seja, a apatia também é sentida pelas audiências que freqüentam eventos no país, ávidas por novidades e revelações – que muitas vezes não lhes são oferecidas nas doses desejadas.

Raras iniciativas têm um formato que se distingue das atividades ufológicas normalmente realizadas no Brasil. E poucas novidades significativas estão agendadas para esse ano, para garantir que o habitualmente intenso e diversificado fluxo de informações ufológicas, colhidas e examinadas por nossos ufólogos, atinja o público interessado em Ufologia. Uma delas é um projeto idealizado pelo co-editor de Ufo Marco Antonio Petit, residente em Conservatória, interior do Rio de Janeiro, que une de forma inovadora as extraordinárias potencialidades turísticas do município com uma intensa casuística ufológica. Não basta o fato de Conservatória ser palco de grandes acontecimentos na área, a cidade ainda está a apenas 12 km da conhecida Serra da Beleza, um dos lugares de maior intensidade em observações de UFOs no país.

Projeto Inédito — A idéia do que Petit chama de Projeto UFO Turismo foi apresentada no início de março durante a realização de mais um evento da série de palestras promovidas pelo co-editor, há mais de 20 anos, no Instituto Brasileiro de Administração Municipal (IBAM), no Rio de Janeiro. Este autor apresentou conferência ao lado dos ufólogos Arthur Sérgio e Alexandre Bonfim, membros da Associação Fluminense de Estudos Ufológicos (AFEU), além do próprio Petit. Estavam também presentes a jornalista Maria Cecile Azambuja, editora do jornal Vimana [Nome atual e definitivo do anteriormente anunciado jornal Contato], conhecida no meio ufológico por suas reportagens no programa Mistério, da extinta Rede Manchete, a psicóloga e ufóloga Gilda Moura e a artista plástica Chica Granchi, consultora de Ufo e filha da pioneira da Ufologia Brasileira Irene Granchi, presidente de honra do Conselho Editorial da revista.

crédito: Arquivo UFO

Petit apresentou à platéia seus planos de lançar em Conservatória, com apoio de empresários e personalidades locais, um dos mais criativos conjuntos de atividades na área da Ufologia. A escolha do local não é aleatória. Conservatória, distrito do município de Valença, e na vizinha Serra daBeleza, o co-editor de Ufo realizou a maior parte de suas consagradas pesquisas, conseguindo centenas de observações visuais e dezenas de fotografias de objetos voadores não identificados – algumas a curta distância. A cidade também é nacionalmente conhecida como Terra da Seresta, um movimento musical singular mantido há décadas por artistas locais, que atrai centenas de turistas todos os finais de semana, criado pelos irmãos Joubert de Freitas e José Borges, este último falecido em dezembro de 2002.

Borges chegou a compor uma música inspirada no avistamento de um UFO, ocorrido durante uma das serenatas e testemunhado por grande número de pessoas, em pleno centro urbano de Conservatória. Estavam lá os cantadores se apresentando, acompanhados, como sempre, de um grande número de populares que seguem as tradições seresteiras, quando um enorme disco voador foi visto por todos. Mas nem Borges, nem muitos dos presentes se espantaram. “UFOs aqui não são novidade e podem ser vistos em todas as épocas. Não somente na área rural, como na vizinha Serra da Beleza, mas também nos locais urbanos”, afirma Petit sobre o fato.

Alta Incidência — O Projeto UFO Turismo não poderia ter mais justificada motivação. Contando até com apoio da TurisRio, a Companhia de Turismo do Estado do Rio de Janeiro, a iniciativa já é conhecida pelos ufólogos e moradores do local como UFO Tur, e pretende transformar Conservatória e a Serra da Beleza em centros de referência para a Ufologia Brasileira, uma posição merecida por ambas. O projeto, que começou a ser formatado em dezembro passado, num encontro informal entre Petit e o ativista cultural Luiz Carlos Prestes Filho, hoje já tem a adesão de inúmeros empresários e comerciantes da cidade, sensíveis à causa ufológica – alguns deles testemunhas de discos voadores na região.

O UFO Tur está sendo gerenciado pela recém criada Diretoria de Estudos Ufológicos da Casa da Cultura de Conservatória, uma organização cujo presidente é o empresário Sérvio de Araújo Consentino, proprietário do Hotel Fazenda Rochedo, que já vinha apoiando as atividades ufológicas desenvolvidas pelo co-editor de Ufo. “O potencial turístico de nossa terra é notório e já é bem conhecido em todo o Brasil. Mas o que se precisa divulgar agora é que a região, tão repleta de belezas naturais, por alguma razão desconhecida também atrai UFOs”, afirma Consentino, um raríssimo exemplo de empresário consciente da necessidade de se dar apoio a iniciativas sérias que envolvam a Ufologia.

Fazem parte da diretoria, além do próprio Petit e de Prestes, o consultor de Ufo Atila Martins Ribeiro, que editou a revista OVNI Documento há mais de duas décadas, a jornalista Maria Cecile, o presidente do Conselho de Desenvolvimento Econômico de Conservatória, Danilo Gama, e o empresário do setor hoteleiro local, Sebastião Ducca Martinez, uma das mais recentes testemunhas dos fenômenos ufológicos da região. Martinez, figura conhecida no local, conta que estava junto de vários hóspedes de sua pousada, numa noite, quando todos tiveram a oportunidade de observar um UFO na parte urbana da cidade, durante vários minutos. “Ver naves aqui, inclusive junto de meus hóspedes, só reforça a idéia de que Conservatória tem mesmo uma tendência para atrair esses fenômenos”, declara Martinez.

Inspiração Ufológica — Segundo Petit, o objetivo central do Projeto UFO Turismo é criar uma forte movimentação turística de inspiração ufológica em Conservatória, com apoio do governo estadual do Rio de Janeiro, que será usada como fator de divulgação da realidade dos UFOs e da presença extraterrena. “O projeto pode ser encarado como uma extensão do já divulgado Projeto Contato, cujo primeiro grande evento ocorrerá em maio [Veja seção Imprensa Ufológica de Ufo 96]”. Faz parte do empreendimento a instalação, nas principais rodovias e entroncamentos rodoviários da região, de placas de sinalização em que estarão sendo divulgados os nomes da Serra da Beleza e Conservatória e sua referência aos UFOs. E toda a região deverá ser brevemente mencionada nos guias turísticos oficiais como especializada em turismo ufológico, uma nova modalidade da área, com respaldo oficial da TurisRio. “Em nenhum outro lugar do país há placas de sinalização rodoviária apontando locais de incidência de UFOs”, confirma o empresário Consentino, entusiasta da idéia.

O UFO Tur conta também com um calendário de eventos próprio, que estarão acontecendo anualmente, envolvendo vários aspectos do Fenômeno UFO. Entre eles, Conservatória será sede, ainda neste ano, de um festival de filmes ufológicos em que clássicos como Contatos Imediatos de 3º Grau, Fogo no Céu, Intruders e outros serão exibidos e, em seguida, debatidos pelos principais ufólogos do país. O evento será realizado com o apoio do delegado da Polícia Civil carioca Ivo Raposo, que possui um cinema particular em sua residência, criado com equipamentos e outros materiais oriundos do processo de demolição dos cinemas Metro, do Rio de Janeiro e São Paulo, e do hoteleiro Martinez, cujas atividades profissionais também estão ligadas à indústria cinematográfica.

crédito: Arquivo UFO
A estação central de Conservatória
A estação central de Conservatória

Outro item do calendário do UFO Tur será um congresso de âmbito nacional, com a presença de destacados ufólogos brasileiros e alguns estrangeiros, totalmente aberto ao público. “Nele, daremos ênfase à divulgação da presença de UFOs e atividades alienígenas em Conservatória e na Serra da Beleza”, confirma Petit. Ele também informa que o evento poderá ser usado pela Revista Ufo como parte do processo deflagrado e uma das etapas da campanha UFOs, Liberdade de Informações, Já [Veja artigo nesta edição], que tem no co-editor um dos signatários e principais artífices. Para tanto, os ufólogos convocados para o congresso nacional de Conservatória analisarão, junto à população, a farta documentação confidencial originária de várias agências do Governo brasileiro, hoje em poder dos pesquisadores civis. Para completar a programação, haverá ainda um festival de documentários em que as produções mais significativas da Ufologia Brasileira estarão sendo exibidas.

Músicas e Exibições — Durante esses eventos também estarão sendo realizadas vigílias ufológicas na Serra da Beleza, acompanhadas dos ufólogos presentes e abertas ao público. E em vários restaurantes de Conservatória os participantes do UFO Tur terão contato com músicas inspiradas ou relacionadas aos UFOs. Segundo a jornalista Maria Cecile, mais de 50 canções em que discos voadores e alienígenas são mencionados já constam do repertório artístico nacional. “Vamos usar boa parte delas como entretenimento dos participantes do evento, integrando, além da Ufologia e do turismo, a arte”, diz Maria Cecile.

crédito: Arquivo UFO
Ponte dos Escravos, construída a mão, no século passado
Ponte dos Escravos, construída a mão, no século passado

Mas o aspecto mais ambicioso do projeto, segundo Petit, é a construção na Serra da Beleza de um mirante, um observatório ufológico e um centro de documentação científica do tema, que conterão um telescópio, instrumentos e equipamentos fotográficos para registro da atividade ufológica da região. O projeto arquitetônico está sendo encomendado a um dos mais respeitados profissionais do mundo, cujo nome será brevemente informado. A construção prevê ainda espaço para biblioteca, videoteca e um arquivo informatizado contendo documentos e imagens de UFOs. Do acervo constará toda a documentação relativa às pesquisas realizadas na Serra da Beleza e materiais provenientes de outras regiões do país e do exterior, tanto da Ufologia civil, como do meio militar.

Vários membros da Diretoria de Estudos Ufológicos da Casa da Cultura de Conservatória já participaram de reuniões com o assessor executivo de projetos especiais da TurisRio, Luiz Brito Filho – numa das quais lhe foi entregue a versão final do UFO Tur, para encaminhamento ao secretário de Turismo do Estado do Rio de Janeiro, Sérgio Ricardo. Petit e Prestes Filho também apresentaram os planos do projeto ao deputado estadual André Correa, que garantiu total colaboração para sua implantação. Assim, em pouco tempo, com a adesão de empresários e a cooperação de autoridades, o primeiro grande projeto ufológico brasileiro unindo UFOs ao turismo será uma realidade.

Para continuar lendo este artigo, você deve se cadastrar no Portal UFO. O cadastramento é gratuito e dá acesso a todo o conteúdo do site.

Login

Compartilhe esse artigo:

Sobre o Autor

Equipe UFO

Comentários