Edição 56
DESTAQUE

Curas intrigantes, transcontatos e UFOs

Por
01 de Nov de 2007
Créditos: Zap

A ciência não é materialista nem espiritualista, é apenas ciência. O homem, impregnado do saber obtido em ambas as áreas, é que se define mais adepto de uma do que de outra. Como espiritualista, considero o materialismo um grande engano, pois, apesar de ver-se oriundo do acaso, não pode admitir que produza a cultura que criou, como por exemplo, a penicilina, o computador, os engenhos de vôo. A casualidade não pode produzir esses bens singelos. Mas o homem comete o engano de atribuir a isso o surgimento da vida no cosmos, algo muito mais complexo do que seus simples inventos. Por isso o cético é uma figura interessante, mas contraditória.

Ao olhar para dentro de si, numa introspecção enganosa, ele se despoja de todos os valores espirituais e considera-se um intelecto provindo da natureza. Entretanto, com todo seu jogo de raciocínio, ao sentir a morte espreitar-lhe as entranhas, num leito de hospital ou em qualquer outro canto onde viva, se reporta fervorosamente ao Criador, suplicando-lhe a cura da carne doente ou entregando-lhe nas mãos a alma cansada de sofrer, como última esperança de salvar-se da morte. Ou então, de sobreviver na eternidade como espírito. Esquece, assim, que durante o período de vida física, pouco fez para descobrir a si mesmo, como individualidade espiritual que efetivamente é. E também que pouco fez para encontrar em suas pesquisas acadêmicas o espírito que vivifica a matéria.

O materialista, ao aportar atônito à eternidade e ver o próprio corpo espiritual, cuja existência sempre negou, compreende que desperdiçou precioso tempo na Terra e que influenciou negativamente outras pessoas com suas posições incorretas. Então, lamenta a oportunidade que deixou escapar e roga à espiritualidade superior uma nova chance. Resta-lhe somente encarnar de novo, em campo de aprendizado semelhante, para numa outra existência física fazer o que não fez na encarnação anterior e converter sua falência em vitória do espírito sobre a matéria. Assim, o materialista evolui inexoravelmente rumo à espiritualidade.

Nesta edição da UFO Especial, tive o cuidado de convidar pessoas espiritualizadas e conhecedoras do Fenômeno UFO, para mostrarem um pouco de suas experiências em ambos os campos, a Ufologia e a Espiritualidade. Elas consideram os UFOs veículos como tendo procedência inteligente externa à Terra e, às vezes, externa até mesmo à própria natureza física a que pertencemos. E entendem que seus tripulantes são seres avançados que detêm controle não somente sobre seus corpos materiais, mas também espirituais.

Um desses autores é o geógrafo Fernando A. Ramalho, consultor da Revista UFO, que teve uma formação espírita na infância. Em 1978 viveu uma experiência marcante, quando, em uma propriedade de sua família, viu aterrissar uma nave de grandes dimensões. A partir daí, as coisas mudaram. Sua busca pela verdade passou a ser intensa. Estudou detidamente as várias vertentes espiritualistas e entrou na Ufologia, indo a campo investigar o Fenômeno UFO. Em sua busca, notou que os alienígenas não fazem somente engenhos sofisticados de vôo, mas atuam produzindo enigmáticas curas no corpo do homem, e as explica em seu texto.

Convidamos também o doutor Frederico Camelo Leão, psiquiatra e mestre em ciências pela Universidade de São Paulo (USP), que, como diretor técnico e clínico das Casas Espíritas André Luiz, em Guarulhos (SP), dá assistência aos portadores de deficiências, associando seu trabalho médico ao campo espiritual, numa atividade científica inovadora. Além desses afazeres, o doutor Leão participa de congressos internacionais, estando atualizado com tudo o que ocorre no mundo da medicina e da espiritualidade. Tem informações de colegas médicos, inclusive de outros países, de que os fenômenos de procedência espírita e ufológica estão ocorrendo em todo o mundo. Ele mostrará um pouco sua atividade como cientista-médico e homem espiritualista.

A pesquisadora Sonia Rinaldi, autora de vários livros sobre contatos com inteligências extracerebrais, possui seus trabalhos reconhecidos por instituições especializadas em todo o globo, tendo recebido vários prêmios internacionais. Ela coordena o Instituto de Pesquisas Avançadas em Transcomunicação Instrumental (IPATI) e tem feito “transcontatos” através de tecnologia com inteligências alienígenas, ilustrado nesta edição com algumas imagens fascinantes.

Vamos também recordar um pouco o fenômeno de cura espiritual, praticado pelo espírito do doutor Adolph Fritz e por médiuns que se empenharam nessa tarefa. Veremos, inclusive, a conclusão de uma equipe médica que estudou cientificamente essas curas, fez exames especializados e concluiu que o fato é real. Inteligências ocultas, algumas de procedência ET, parecem atuar nesses eventos. É só conferir.

A importância dos contatos com ?eles?

Já está no ar a Edição 56 da Revista UFO. Aproveite!

Nov de 2007

Fomos visitados