ARTIGO

Ceará enfrenta uma das mais intensas ondas ufológicas já registradas no país

Por Paulo R. Poian | Edição 173 | 01 de Janeiro de 2011

Comunidades do interior do Brasil, principalmente no Ceará e no Pará, se reúnem sob o luar para esperar as luzes não identificadas ? ou para se proteger delas
Créditos: TARSO SARRAF

Ceará enfrenta uma das mais intensas ondas ufológicas já registradas no país

Itatira, Itarema, Sobral, Quixadá, Quixeramobim e outras cidades cearenses apresentaram avistamentos esparsos em 2008 e 2009. Nada além do “normal” para o Ceará, um velho conhecido dos pesquisadores por ser constante palco de manifestações ufológicas, que incluem até contatos diretos com tripulantes de UFOs — muitas vezes não tão amistosos e fraternos como pregam algumas vertentes da Ufologia [Veja o livro ETs, Santos e Demônios na Terra do Sol, código LIV-006 da Biblioteca UFO. Confira na seção Shopping UFO desta edição e no Portal da Ufologia Brasileira: ufo.com.br]. Relatos desta natureza são cada vez mais comuns na região, como o do garoto Janiel Felipe, na época com nove anos de idade, que mora em Itarema. Ele contou que foi atacado por “homens de orelhas grandes e unhas de galinha”. O fato aconteceu em 02 de novembro de 2008, na zona rural de Córrego do Salgado, distante 25 km do município.

A história contada pelo menino, que sofreu um ferimento na axila direita, foi confirmada por outras crianças que brincavam no mesmo local e dia do acontecido. Naquela ocasião, Janiel disse que dois homens desceram de um disco, o apanharam e cortaram seu corpo. O caso também foi acompanhado por estudiosos e a criança foi atendida no hospital da cidade. De lá para cá, felizmente, seu comportamento não sofreu nenhuma alteração, de acordo com seus familiares. Já a partir do segundo semestre de 2010, todavia, uma literal enxurrada de avistamentos dos mais variados tipos se instalou maciçamente na cidade de Sobral — localizada a 230 km de Fortaleza —, preocupando ufólogos e sobressaltando a população, que passou a temer sair de casa com medo do fenômeno. Diversos casos semelhantes foram registrados em vários municípios da redondeza.

UFOs sobrevoando residências

Conforme depoimentos, as primeiras manifestações teriam se originado em Massapê, seguidas 15 dias depois por casos em Santana do Acaraú e, por fim, em toda a área. Cariré e Anil do Cariré também apresentaram ocorrências ufológicas. Seus moradores contaram que luzes estranhas sobrevoavam residências e iluminaram o solo. O Centro Sobralense de Pesquisa Ufológica (CSPU), presidido pelo pioneiro Jacinto Pereira, radialista e policial rodoviário federal, acumulou dezenas de casos e algumas centenas de testemunhos, deixando o grupo totalmente sobrecarregado diante dos incontáveis eventos.

O atual momento já pode ser considerado um dos mais importantes da Ufologia Cearense, pela quantidade de observações de naves e sondas ufológicas, aterrissagens e perseguições. Dentre as características mais intrigantes dos acontecimentos está a semelhança entre relatos de fatos ocorridos em diferentes localidades da região norte do estado, em especial em Sobral.

A onda de observações de objetos voadores não identificados, com registros recorrentes, apresenta novidades a cada dia, envolvendo todas as classes sociais e profissionais. No início de agosto passado ocorreu um caso ainda mais forte, quando um conhecido empresário da cidade de Sobral, ao se dirigir à localidade de Marrecas, teve seu veículo acompanhado por uma forte luz que parou a poucos metros do carro. O automóvel teve seu motor e rádio desligados inexplicavelmente, quando logo em seguida o UFO alçou vôo. Outro caso diz respeito a uma suposta marca de pouso de uma nave na localidade de Anil, município de Cariré.

Notícias sobre avistamentos de aparelhos luminosos desconhecidos realizando evoluções nos céus do distrito do Jucá também chegaram ao conhecimento dos pesquisadores do CSPU. Segundo informações, os fatos teriam iniciado ainda no mês de julho, agravando-se no final de agosto. Na madrugada do dia 26 daquele mês, por exemplo, um objeto foi visto sobrevoando a sede da empresa de calçados Grendene, também em Sobral. Segundo populares, “uma luz forte e em forma de balão” pairou sobre o bairro Recanto, passando por cima do complexo industrial. Relatos afirmam que o objeto não se parecia com um avião, tinha o formato de bola e irradiava claridade muito intensa, movendo-se com extrema rapidez. Alguns funcionários da empresa teriam presenciado o fato.

Multiplicação de casos

Outro episódio interessante é o do jovem Danilo Castro, que afirmou ter presenciado o mesmo fenômeno quando andava pela região, às 22h30, próximo de um rio. Sua observação durou cerca de 10 minutos, tempo em que “as luzes clarearam todo o chão”, segundo ele. Narrações semelhantes de avistamentos foram registradas nesta mesma localidade com uma curiosidade particular: ocorreram sempre próximas do leito do Rio Acaraú, que corta a região. O CSPU iniciou o levantamento de dados destes casos, assim como dos demais. Conforme depoimentos, o céu da região vinha sendo palco constante da manifestação de artefatos estranhos, que muitos acreditam se tratar de discos voadores. “Nossa equipe está atenta e em campo, investigando as ocorrências na medida do possível, pois são incontáveis”, declarou Pereira.

Muitas entrevistas foram gravadas pela imprensa local e disponibilizadas na internet, ampliando o efeito da onda ufológica cearense. O repórter Júnior Diniz, da TV Diário, também visitou a região e conversou com os pesquisadores sobre observações de discos nos meses de junho e agosto. O radialista Geovani Romão, da rádio Caiçara AM, de Sobral, por exemplo, entrevistou o jovem Antônio Eugênio de Souza, perseguido por uma forte luminosidade por aproximadamente 30 minutos, em um distrito de Bonfim, a 14 km de Sobral. O objeto emitia intenso calor. “A luz clareava toda a vegetação e, para fugir dela, tive que entrar na casa de uma pessoa amiga. A ‘coisa’ só foi embora quando outro motoqueiro passou pela estrada”, disse Souza.

crédito: Arquivo UFO
O escritor cearense Reginaldo de Athayde, co-editor da Revista UFO, foi o primeiro a pesquisar casos ufológicos no Sertão Nordestino
O escritor cearense Reginaldo de Athayde, co-editor da Revista UFO, foi o primeiro a pesquisar casos ufológicos no Sertão Nordestino

O rapaz estava pilotando sua moto acompanhado de sua esposa e filha, também testemunhas do fato. Desesperados, eles tiveram que parar em uma residência desocupada e esperar que o objeto desaparecesse. Durante mais de um mês a comunidade de Bonfim esteve assombrada com pelo menos um tipo de aparelho que aparecia durante a noite, perseguindo populares. Um deficiente auditivo foi atacado e queimado por essa luz estranha na noite de 04 de setembro de 2010. “Nossa equipe de reportagem compareceu ao local no final daquela semana e atestou a gravidade dos fatos”, contou o radialista Romão.

“Que não nos façam mal”

Outra testemunha que também foi perseguida pela luz é Paulo Victor. “Quando ia para casa, à noite, percebi um barulho, mas nada via. De repente, avistei uma luz pequena e vermelha, que foi aumentando. Olhei ao redor e todas as casas estavam fechadas, quando então resolvi correr. Cheguei à minha residência e olhei pela janela, e ainda consegui ver aquela ‘coisa’. Clamei por Jesus e ela desapareceu”, relatou Victor. Ele disse ainda que sua mãe também chegou a ver o fenômeno. Era de cor branca e não se aproximou em nenhum momento. “Se estamos sendo vigiados e, de alguma forma, observados, que tais manifestações não nos façam mal, pois já temos muita violência na Terra e não precisamos de mais, ainda por cima de origem desconhecida”, desabafou Patrick Mendes, também morador da região atingida pelos fenômenos. Outros vão mais além e dizem que não foram apenas vítimas de perseguições, mas também que sentiram como se fossem ser queimados pelo calor emitido pelos artefatos. “Estava pescando aproximadamente às 18h00 quando um clarão apareceu na minha frente. Não tive medo, mas a temperatura daquilo, muito quente, me deixou preocupado. No dia não tive coragem de contar para ninguém”, relatou o pescador Raimundo Nonato Clementino.

Os casos se acumulam. Na praça central do pequeno distrito de Bonfim as pessoas se reúnem e, nas rodas de conversa, o assunto sobre a aparição de UFOs virou o tema central. Há inúmeras testemunhas dos objetos, que permanecem por alguns minutos fixos no céu e depois descem ao solo, escondendo-se atrás da vegetação seca ou às margens do Rio Acaraú. “Uma grande bola parecida com a Lua chegou a pairar sob a localidade, na direção do curso do rio”, contou a dona de casa Rosimeire Vieira Souza, que reside em Malhada Vermelha.

E assim, enquanto as investigações sobre a onda ufológica continuam, novos fatos não param de ser noticiados. Um deles envolve não só um episódio ufológico intenso, mas dois, relatados por um jovem estudante de Santana de Acaraú, também às margens do referido rio, o maior da região. “As informações iniciais davam conta de que o rapaz observou luzes realizando evoluções a certa altura, quando retornava para casa após a escola, no período da noite, e que dois episódios foram relatados em noites diferentes”, acrescentou o ufólogo Jânder Magalhães, também do Centro Sobralense de Pesquisa Ufológica (CSPU).

O UFO clareou tudo ao redor

A crescente quantidade de relatos ufológicos em Sobral ganha ares de um fenômeno que necessitava de sério e profundo estudo. A cada dia aparecem novos casos, que apenas se acumulam na lista de tarefas do pequeno, mas combatente, CSPU. Os casos surgem cada vez mais complexos e provocantes. Tereza Prado, comerciante de uma tradicional família da cidade, por exemplo, relatou a possível visita de uma entidade ou ser desconhecido com interessantes características, por volta das 18h30 de 06 de setembro, em sua residência. Foram poucos minutos de um contato visual bem próximo com o ser, nas dependências da casa, localizada na Avenida Dom José, uma das mais movimentadas do centro da cidade. Ela descreveu com riqueza de detalhes uma criatura que pode ser caracterizada como do tipo Alfa, de acordo com a tipologia dos seres catalogados em diversos registros na área da Ufologia [Veja detalhes no livro Contatados, código LIV-018 da coleção Biblioteca UFO. Confira na seção Shopping UFO desta edição e no Portal UFO: ufo.com.br].

Vários aspectos desta provável visita fizeram com que os ufólogos do CSPU dessem credibilidade à senhora, com 73 anos, de vida simples e sem nenhum interesse em promoção ou sensacionalismo. O mesmo ocorreu ao casal Francisco dos Santos Silva, 60 anos, e Teresinha de Aragão Silva, 57 anos, no dia 08 de setembro, às 21h00, na Fazenda Logradouro, em Sobral. Ambos viram uma grande luz azul enquanto caminhavam para sua residência, retornando de uma visita a um vizinho. A luz estava parada a uma distância de 180 m e clareou tudo ao redor. O casal caminhou cerca de 80 m sob intensa claridade, “como se fosse de dia”. A luminosidade ficava na parte superior de um objeto redondo, com dois círculos de luzes vermelhas. Quando o casal chegou na entrada da casa, o UFO começou a fazer um barulho como o de um avião e fez um giro, quando foi possível perceber que era redondo. Segundo as testemunhas, em seguida o artefato se deslocou na direção de Sobral, passando bem próximo de uma fábrica de cimento.

crédito: Equipe CSPU
Os ufólogos cearenses vão aonde os fatos estão ocorrendo e estão atentos a cada novo caso registrado, como determina a conduta investigativa
Os ufólogos cearenses vão aonde os fatos estão ocorrendo e estão atentos a cada novo caso registrado, como determina a conduta investigativa

Um avistamento coletivo em um grande hotel e complexo turístico da região ocorreu dias depois. As primeiras informações foram colhidas pelo CSPU, que conversou com uma das testemunhas na manhã de 19 de setembro, no próprio local. Segundo José Maria, funcionário do estabelecimento, localizado no município de Meruoca, 22 km de Sobral, era por volta das 19h00 do dia anterior quando uma luz foi avistada por ele e todos os hóspedes e demais funcionários, inclusive a esposa do proprietário. “Já passei dos 50 anos, sou formado, leio muito e conheço bem o que é um avião, helicóptero ou estrela. Eu mesmo, até ontem, não acreditava em discos voadores, mas o que vi naquele instante foge a qualquer explicação”, informou José Maria.

Azul como de fogão a gás

Ele relatou com detalhes o espetáculo apresentado pelo objeto. “Era uma luz clara, como se fosse uma lâmpada florescente, que estava parada e depois começou a crescer, ficando com um tamanho considerável”. Nesse instante, pontos de luz surgiram na borda da esfera luminosa e focos de todas as cores começaram a piscar e girar em torno dela. “Foi algo fantástico de se ver”, disse o funcionário. Após isso, o objeto fez movimentos verticais e horizontais, voltando sempre ao mesmo lugar, quando, finalmente, se escondeu atrás de um monte e as testemunhas só puderam ver um grande clarão. O mais impressionante do relato foi a quantidade de observadores, configurando um avistamento coletivo e não deixando dúvidas sobre a realidade dos eventos em andamento.

Às 19h04 da mesma noite, um rastro luminoso cortou na horizontal o céu do município de Alcântaras, como um grande foco luminoso de tonalidades verdes e azuis predominantes. A aparição foi vista também por várias pessoas no distrito de Carmolândia. No início, a luz começou com uma tendência esverdeada, “mas foi mudando e terminou com a cor azulada, parecida com o azul do fogo de fogão a gás, só que bastante brilhante”, conforme depoimentos. Quem estava no local viu o UFO surgindo no sentindo do Sítio Lanchinha, indo para os sítios Algodões e Norte. No mesmo horário, ainda em Alcântaras, pessoas também avistaram o fenômeno na direção do Sítio Santana. Quem viu as luzes teve a impressão de estarem perto e a baixa atitude. No entanto, conforme a apuração dos pesquisadores, o fenômeno não poderia ocorrer tão próximo, pois na altitude estimada não seria possível avistá-lo dos dois locais citados ao mesmo tempo. Ou seriam dois fatos distintos?

Em 27 de setembro, repórteres foram à Rua Rio de Janeiro, em Sobral, para ouvir a história da dona de casa Maria de Lourdes, 61 anos, residente no bairro Alto da Brasília, que afirmou ter passado mal quando viu, no quintal de sua casa, uma luz do tamanho de uma antena parabólica — uma sonda ufológica? O episódio aconteceu por volta das 21h00 de 25 de setembro e foi confirmado por sua filha, que também observou a claridade do artefato. Ao olhar para um terreno próximo de sua residência, Maria disse que um aparelho se aproximou dela, causando mal-estar e tremor nas pernas.

Possível decolagem na serra

A onda de avistamentos ufológicos no município cearense de Sobral e adjacências, registrada nos últimos meses, parece indicar forte relação com o relevo e a geografia da região. Situada em uma área de vales, Sobral é cercada por um conjunto de grandes formações rochosas que chegam a 700 m de altitude, como a Serra da Meruoca, onde se localiza o município com o mesmo nome e outros, como Alcântaras. Aliás, é neste último que as aparições têm sido registradas com mais freqüência e com uma característica bem peculiar, quando moradores afirmam ver as luzes emergirem e desaparecerem por trás de montes, como se estivessem realizando uma espécie de decolagem ou pouso em locais comuns.

Recentemente, o repórter Alberto Lourenço trouxe à tona mais um impressionante caso de avistamento coletivo com as mesmas características. O acontecimento se deu por volta das 18h00 de 06 de outubro no Sítio Espírito Santo, aproximadamente um quilômetro da sede do município de Alcântaras. O senhor Francisco Edilson Lima, 52 anos, relatou que quem primeiro viu o fenômeno foram as crianças que se encontravam brincando na rua, quando ele estava na porta de sua casa, onde costuma ficar todo dia ao anoitecer. “As crianças correram para suas casas. Quando levantei a vista, vi aquela imensa luz amarela se movimentar em nossa direção. Mas, de repente, sumiu. Era como se estivesse saindo das pedras que se encontram logo acima no morro”, relatou Lima. E enfatizou que “nunca tinha visto algo igual”. O menino que mora ao lado de sua residência foi um dos primeiros a ver o UFO. Além das crianças, os demais moradores da área também estavam assustados
com o fato, que ainda era inédito.

crédito: Equipe CSPU
Propriedade do senhor Manuel Messias, próxima da Lagoa dos Espinhos e distante 10 km do município de Cruz, no interior do Ceará. Ali os avistamentos ocorrem regularmente e as mutilações de ovelhas se concentram
O ufólogo Jacinto Pereira

Uma equipe do Centro Sobralense de Pesquisa Ufológica (CSPU), composta por Jânder Magalhães, Jacinto Pereira e David Mendes, percorreu a Serra da Meruoca à procura de informações sobre o aparecimento de luzes estranhas na região. O primeiro destino foi a residência do senhor Francisco Lima, pois alguns detalhes precisavam de esclarecimentos. Os ufólogos puderam confirmar seu relato e também falaram com um dos garotos que viram o UFO. Trata-se de Messias Sousa Rocha, de nove anos, um estudante da quarta série muito ativo e de fácil comunicação. Messias disse ter visto caírem perto dele duas faíscas de fogo, e que, com medo, correu para perto de Lima, “tanto que nem vi de onde elas vieram”. Só quando olhou em volta, procurando o que as podia estar soltando, é que observou o objeto luminoso de cor de fogo.

“Dava até para ver o chão”

Depois deste encontro, os membros do CSPU resolveram visitar as comunidades de São Bernardo, Santa Rosa e Boqueirão. Na primeira, colheram dois interessantes relatos de manifestações ufológicas. Eles conversaram primeiro com Messias Carvalho de Oliveira, de 52 anos, que contou que em 2000 [Não recordou a data precisa] estava caçando tatu na serra, durante a madrugada, quando viu algo quase do tamanho de um tambor de 200 litros, que girava com luzes ao redor e forte luminosidade, e que, quando batia na encosta da serra, ia clareando tudo. “Dava até para ver o chão”. Tinha um barulho não muito forte, quase como o de uma sirene intermitente de viatura policial.

Depois, foi a vez de a equipe conversar com Cleiton Albuquerque dos Santos, 31 anos, que viu em 09 de outubro, na encosta da serra e acima de sua casa, por volta das 23h00, uma grande luz amarela e forte, que não era parecida com nada conhecido por ele. Ao chegar à comunidade de Santa Rosa, a equipe do CSPU tentou se informar sobre o aparecimento dos objetos, já que circulavam notícias de que motoqueiros tinham sido seguidos quando dirigiam nas estradas que dão acesso à comunidade, mas nada de substancial encontraram. Porém, uma história chamou a atenção dos pesquisadores: a de que um jovem havia filmado um UFO próximo de sua casa. Encontraram o cidadão, Marcos Alves da Silveira, de 25 anos, que afirmou realmente ter gravado por mais de dois minutos uma grande luz vermelha que mudava de cor. Mas disse Silveira que, quando mostrou a gravação, as pessoas começaram a fazer chacota e dizer que aquilo era mentira, e então, aborrecido, apagou as imagens.

As senhoras Maria Marlene de Sousa Drumond, comerciante de 48 anos, e Antônia de Andrade Lima, dona de casa de 46 anos, também relataram dois casos bastante interessantes de objetos voadores não identificados vistos por elas na rua onde moram, no Parque Santo Antônio, em Sobral. O primeiro caso aconteceu em 25 de setembro passado. Segundo Maria e Antônia, por volta de 20h00, uma luz muito forte e de cor laranja veio da direção de Bonfim e cruzou a Avenida Monsenhor Aloísio Pinto, nas proximidades do Fórum e por cima de um riacho. “Aquilo passou sobre umas carnaubeiras que ficam às margens do rio, quando então parou, diminuiu o brilho e desapareceu”, disse Maria. Ambas ficaram admiradas com o fato. “Não era coisa deste mundo”. Não mesmo, e é incrível que tantos fenômenos assim ocorram naquela área.

Luz intensa de cor branca e vermelha

O segundo caso relatado pelas mesmas testemunhas também aconteceu de forma semelhante, às 18h00 de 02 de outubro. Porém, desta vez, a referida luz procedia da direção da Serra da Meruoca, vinha mais baixa que da vez anterior e mais intensa, parando no mesmo local do outro avistamento. Lá diminuiu rapidamente o brilho e desapareceu no mesmo ponto, no meio das carnaubeiras situadas às margens do riacho. Em ambos os casos, apesar do tamanho e da proximidade do UFO, elas não conseguiram identificar nada dentro da luz.

Maria apresentou ainda sua vizinha aos pesquisadores, Marinês Silva de Almeida, 53 anos, que narrou mais uma ocorrência, desta vem em 03 de outubro, quando vinha de moto com o namorado de sua filha pela Avenida Monsenhor Aloísio Pinto, por volta das 22h15. Eles avistaram uma luz muito intensa e de cor branca e vermelha no mesmo lugar onde as vizinhas viram as luzes anteriores, igualmente sobre o riacho. Conseguiram chegar à casa a tempo de Marinês chamar sua filha para ver o fenômeno.

crédito: Equipe CSPU
O garoto Janiel Felipe, que teria sido atacado por “homens de orelhas grandes e unhas de galinha” em Itarema, resultando em um corte, hoje cicatrizado.
O garoto Janiel Felipe, que teria sido atacado por “homens de orelhas grandes e unhas de galinha” em Itarema, resultando em um corte, hoje cicatrizado.

Quando observavam o fenômeno da calçada, o UFO deu um giro ou inclinação rápida, com a impressão de estar tentando iluminar a rua, causando medo e espanto. As testemunhas então correram para dentro do domicílio, fecharam o portão e não viram como foi o fim da aparição. As senhoras afirmaram ainda que sabem identificar aviões quando manobram para pousar e disseram não se tratar de nada disso, pois todas as vezes o fato correu em cima do mencionado riacho e, portanto, fora da rota dos aviões. Diga-se que o curso d’água está poluído há anos, pois uma indústria deixou vazar nele produtos químicos, e também está secando e se extinguindo por conta das casas e sítios que avançam rumo ao seu leito, devastando a natureza que fica às suas margens.

Pesquisa de campo e teses preliminares

Os ufólogos e a imprensa têm tentado investigar, além de algumas testemunhas, os locais onde os objetos aparecem, para saber se deixam alguma evidência de sua manifestação, como marcas de pouso. Também tentaram levar a Sobral um especialista em hipnose regressiva para lidar com possíveis casos de abduções alienígenas, e levantam hipóteses sobre o que já se está chamando de “Fenômeno Sobral”. Uma delas diz respeito ao período dos avistamentos, mais intensos na época da escassez de chuvas. Alegam que a água pode ter estreita relação com as ocorrências, pois geralmente ocorrem próximas de reservatórios de água. Pereira, por exemplo, garante que “em nenhuma outra época Sobral foi tão visitada por objetos não identificados”.

O estudioso acredita que em Ventura, também na Serra da Meruoca, haja uma base de apoio dos supostos extraterrestres. “Estou desconfiado de que eles tenham uma base aqui por perto. Em Ventura existe um paredão de pedra com cerca de 600 m de altura, e relatos indicam avistamentos de fortes luzes lá, mas que de repente somem nas rochas. Esta serra é misteriosa demais para nós. Desde 1996 acompanho estes fenômenos e há cerca de 15 anos que este objeto ‘passeia’ por aqui. Ele só pode ter uma base por esta região”, afirmou Pereira. A tese carece de confirmação, naturalmente.

crédito: Equipe CSPU
Propriedade do senhor Manuel Messias, próxima da Lagoa dos Espinhos e distante 10 km do município de Cruz, no interior do Ceará. Ali os avistamentos ocorrem regularmente e as mutilações de ovelhas se concentram
Propriedade do senhor Manuel Messias, próxima da Lagoa dos Espinhos e distante 10 km do município de Cruz, no interior do Ceará. Ali os avistamentos ocorrem regularmente e as mutilações de ovelhas se concentram

Pereira enfatizou ainda que a região vem sendo alvo de grandes ondas ufológicas e que naves estão aparecendo em vários locais. “Há uma que é toda cercada por luzes vermelhas, com luzes brancas no centro e uma em cima do objeto, que fica acesa permanentemente. Há outra que acende eventualmente e foi vista na Fazenda Logradouro, na Serra da Meruoca e no distrito de Bonfim. Luzes menores também foram observadas, do tamanho da Lua e seguindo veículos. Tudo isso nós colhemos e vamos estudar. O que sei é que há alguma coisa ‘de olho em nós’. Para mim, estes UFOs estão nos estudando para, na hora certa, seus tripulantes fazerem uma comunicação”.

Apesar da casuística, ceticismo sadio

Para formular teorias que tentem explicar a intensa manifestação ufológica naquela região específica do Ceará — que já é antiga conhecida de pioneiros ufólogos como Reginaldo de Athayde, co-editor da Revista UFO —, os pesquisadores demonstram muita precaução na análise dos fatos. Sobre a avaliação das ocorrências em Sobral, por exemplo, o radialista, policial rodoviário federal e ufólogo Jacinto Pereira demonstra um sadio ceticismo. “Nem toda luz que aparece se trata de UFO. Às vezes é apenas a luz de um poste, um avião que corta a cidade no alto e até mesmo algum meteorito ou lixo espacial confundindo com um objeto não identificado”. Em todos os casos, afirmou, o CSPU tem o cuidado de observar os detalhes das informações e dos locais onde haja registro de ocorrências, antes de iniciar um trabalho científico para encontrar vestígios. “Apenas depois disso elaboramos teses sobre quais são os objetivos dessa inteligência que está a nos visitar constantemente”.

Seu parceiro nas investigações, Jânder Magalhães, confirma o método de pesquisa: “Não descartamos que alguns avistamentos podem ser fantasiosos, seja pela euforia causada pela imprensa ou pela popularização do tema na atualidade”. Ele lamenta que não haja interesse de entidades científicas no acompanhamento e na análise dos casos. Mas, se os fatos de Sobral não atraem a atenção de cientistas nacionais, os estrangeiros ali já estiveram, entre eles representantes da norte-americana Bigelow [Bigelow Aerospace Advanced Space Study, BASS] e um grupo de pesquisadores espanhóis. Portanto, os fatos em andamento por toda região norte cearense não devem de forma alguma ser desprezados ou ignorados. E no processo de sua investigação, estão de parabéns os diligentes integrantes do CSPU.


Para continuar lendo este artigo, você deve se cadastrar no Portal UFO. O cadastramento é gratuito e dá acesso a todo o conteúdo do site.

Login

Compartilhe esse artigo:

Sobre o Autor

Paulo R. Poian

Acadêmico de ciências biológicas, pesquisador de exobiologia, panspermia e divulgador científico. É consultor da UFO, com alguns artigos publicados em suas edições e diversos sites nacionais e internacionais. No Portal da Ufologia Brasileira, um dos maiores colaboradores, inserindo notícias ufológicas oriundas de todo o mundo.

Comentários

UPDATED CACHE