Edição 285
DESTAQUE

Cavaleiro Negro, mito ou uma impressionante realidade?

Por
12 de Jun de 2021
Foto STS088-724-66 da NASA, obtida em órbita da Terra, mostrando um corpo estranho que é atribuído ao Cavaleiro Negro, sem confirmação
Créditos: NASA

Durante a década de 50, algo intrigante ocorreu: a descoberta de um misterioso satélite orbitando a Terra em uma trajetória polar e supostamente transmitindo algo para agências desconhecidas. Quem dentre nós, humanos, tinha a tecnologia para realizar tal façanha? Existem até rumores de que o próprio Nikola Tesla conseguira captar as transmissões desse misterioso objeto décadas antes. Tesla supostamente interceptou um sinal diferente de qualquer das fontes naturais da Terra, como as tempestades elétricas, que ele já havia investigado minuciosamente.

O brilhante cientistas anunciou que estava recebendo sinais regulares de uma fonte inteligente externa. Atualmente muitos creem que Tesla ouvira uma transmissão de um artefato em uma órbita de origem desconhecida, algo rotulado por alguns como o satélite Cavaleiro Negro. A verdade é que Tesla provavelmente captara as transmissões regulares de pulsares, estrelas de nêutrons que giram muito rápido e emitem um sinal rítmico.

Fato interessante a acrescentar é que na década de XX do século passado, sinais misteriosos já tinham sido detectados por radioamadores — eram originalmente de origem terrena, no entanto, com um tempo incomum. Um sinal seria recebido primeiro e dali a poucos segundos chegava um segundo sinal repetido. Estes ecos longos atrasados, como foram chamados ??[Ou LDEs, na sigla em inglês], eram difíceis de explicar em termos ou ondas de radiação refletindo camadas atmosféricas.

Algum tipo de espião

Nos anos 50, a revista Time anunciou que os Estados Unidos aparentemente detectaram o objeto misterioso em órbita da Terra e que deveria ser algum tipo de espião russo. No entanto, essa história inicial foi descartada pelo Departamento de Defesa quando seus porta-vozes anunciaram que o que tinham identificado era parte de um satélite perdido da Força Aérea Norte-Americana (USAF).

Em 1954, os jornais Saint Louis Post Dispatch e o The San Francisco Examiner reportaram a estranha órbita, isso seis anos antes do primeiro lançamento bem-sucedido de um satélite de órbita polar. A revista Week and Space Technology também apresentou um pequeno artigo sobre o mistério em 23 de agosto daquele ano.

De acordo com a publicação, a “preocupação do Pentágono com dois objetos desconhecidos em órbita da Terra se dissipa com a identificação dos objetos como satélites naturais. O doutor Lincoln La Paz, especialista em artefatos extraterrestres da Universidade do Novo México, conduziu a pesquisa para o projeto de identificação da USAF. Um dos satélites parece orbitar a 640 km de altitude, enquanto o outro objeto se encontra a 960 km. Funcionários do Pentágono chegaram a pensar que os russos tinham superado os Estados Unidos na exploração espacial”.

TODO O CONTEÚDO DESTA EDIÇÃO ESTARÁ DISPONÍVEL NO SITE 60 DIAS APÓS A MESMA SER RECOLHIDA DAS BANCAS

Quando eles são hostis aos humanos

Já está no ar a Edição 285 da Revista UFO. Aproveite!

Jun de 2021

Fomos visitados