Edição 281
DESTAQUE

Casos investigados pelos militares peruanos

Por
30 de Nov de 2020
Muitos países investigam secretamente a ação dos UFOs. Mas poucos governos se arriscam a vir a público afirmar que os monitoram
Créditos: Editoria de Arte

Embora praticamente quase todos os governos neguem que eles existam, a presença dos UFOs é incômoda para a segurança dos países, já que representam um fator incontrolável dentro da necessidade de controle exigida sobre seus espaços aéreos. Além disso, ninguém sabe realmente a intenção de quem os pilota, que pode muito bem não ser favorável à humanidade. E há, é claro, o perigo que os UFOs representam para a aviação civil e militar.

Algumas nações decidiram abrir seus arquivos ufológicos, como é caso da França, da Inglaterra, do Chile, da Espanha e até do Brasil, que liberou até agora cerca de 20.000 páginas de documentos ufológicos antes secretos. No Brasil essa liberação foi resultado da campanha UFOs: Liberdade de Informação Já!, feita pela Comissão Brasileira de Ufólogos (CBU), capitaneada pela Revista UFO. Ainda assim, há muito ainda para ser conhecido. Por outro lado, alguns de nossos vizinhos tomaram um caminho diferente.

Em 2001, o Peru deu um passo importante quando a Força Aérea Peruana (FAP) criou o Escritório de Pesquisa de Fenômenos Aéreos Anômalos (OIFAA), o primeiro órgão oficial encarregado de investigar a questão dos UFOs naquele país andino. Este autor entrevistou alguns de seus membros, que se viram envolvidos em obscuras tramas de espionagem e incríveis acontecimentos, como o enfrentamento armado entre um grupo de militares e vários UFOs e o sequestro de um caça de combate em pleno voo por uma estranha aeronave.

O Exército se movimenta

Apesar de a garoa que quase sempre cobre o céu de Lima, capital do Peru, são frequentes os avistamentos de UFOs na área da cidade e, inclusive, há algumas regiões consideradas especialmente quentes, os hotspots, com alta incidência de avistamentos. Um deles ocorreu ao anoitecer do dia 09 de setembro de 2010, quando Wilson Tafur, um jornalista que se encontrava no bairro limenho de San Juan de Miraflores, gravou dois vídeos, nos quais se pode ver “um objeto não identificado que se movimentava e emitia uma luz diferente de uma estrela”, segundo palavras do próprio Tafur. Em 15 de abril do mesmo ano, outra testemunha capturou no Distrito de San Borja imagens nas quais se vê um UFO que muda de cor.

Anos antes, em abril de 2001, aconteceu um caso especialmente relevante quando Honório Bazalar, residente do bairro Las Viñas, no Distrito de La Molina, filmou durante as madrugadas dos dias 25 e 26 uma estranha aeronave — o brilho do objeto, que estava suspenso no céu, podia ser visto por cima dos postes de iluminação pública, e se esvaecia ao amanhecer.

TODO O CONTEÚDO DESTA EDIÇÃO ESTARÁ DISPONÍVEL NO SITE 60 DIAS APÓS A MESMA SER RECOLHIDA DAS BANCAS

Marcados por extraterrestres

Já está no ar a Edição 281 da Revista UFO. Aproveite!

Nov de 2020

Fomos visitados