ARTIGO

Autenticidade do filme de UFO no México é questionada

Por Graham Birdsall | Edição 60 | 01 de Outubro de 1998

Filme de um suposto UFO sobre a Cidade do México é motivo de polêmica entre estudiosos
Créditos: terzo milenio

Autenticidade do filme de UFO no México é questionada

No dia 1° de outubro de 1997, correram notícias pela Internet de que haveria uma impressionante fita de vídeo com imagens de um disco voador gravadas na Cidade do México, em pleno dia. De acordo com o pesquisador Tom King, do Arizona, esse avistamento, que se deu em 6 de agosto do mesmo ano, seria um marco na história da Ufologia. As impressionantes imagens mostram um conjunto de grandes prédios e um clássico disco voador pairando a algumas dezenas de metros do solo, à esquerda desses edifícios. O objeto parece oscilar antes de mover-se rapidamente para a direita e desaparecer atrás de um dos prédios.

Em seguida, o UFO aparece pairando acima do prédio e depois volta a desaparecer por trás do mesmo, para nunca mais ser visto. O vídeo, segundo King, deveria provocar uma controvérsia maior do que o filme da autópsia de ETs porque "todos que o viram ficaram, no mínimo, chocados". E acrescenta que "o vídeo causa um efeito incrível nas pessoas, quase como se elas tivessem testemunhado pessoalmente o avistamento. Esta é a evidência que a Ufologia aguardava desde a invenção da câmera de vídeo".

O pesquisador afirma ainda que o filme nos coloca num patamar tão elevado quanto às tentativas de contato com extraterrestres, que só poderia ser superado por um outro filme que mostrasse a aterrissagem de uma nave e alienígenas saindo dela. Afinal, como o ufólogo imagina, jamais houve um filme tão significativo do que esse. No momento, o vídeo está sendo analisado para ver se não se trata de uma fraude. Mas se for, a empresa Industrial Lights and Magic será a principal suspeita. King espera que o vídeo reabra em disparada as discussões sobre os UFOs. E foi exatamente isso o que aconteceu: vários periódicos especializados se atropelaram para publicar imagens de fotogramas do filme, tornando-os acessíveis aos interessados inclusive via Internet, além de divulgar a notícia amplamente.

Nave em formato de disco, girando sutilmente

Uma cópia da fita foi enviada para este autor através do pesquisador ufológico mexicano Santiago Garza, residente na Cidade do México, quem contatamos para tentar descobrir mais sobre o acontecimento. Junto da fita, Santiago enviou alguns comentários. Ele informa que o vídeo foi apresentado pela primeira vez na televisão do México, no dia 28 de setembro de 1997, durante o programa 3°Milênio, que trata de reportagens enfocando a Ufologia e assuntos ecológicos, apresentado pelo repórter da Televisa Jaime Maussán [representante de UFO em seu país] e produzido por Daniel Muñoz.

crédito: terzo milenio
Alguns fotogramas do filme feito em 6 de agosto de 1997, em que o suposto UFO passa por trás de edifícios no centro da Cidade do México
Alguns fotogramas do filme feito em 6 de agosto de 1997, em que o suposto UFO passa por trás de edifícios no centro da Cidade do México

O vídeo mostra uma suposta nave: grande, em forma de disco, com movimentos oscilatórios, que voa lentamente e à baixa altitude entre dois edifícios bem conhecidos do centro da capital do país. Infelizmente, o filme dura somente alguns segundos, sua qualidade é pobre e as vozes que são captadas pertencem, aparentemente, às pessoas que operam a câmera. Daniel Muñoz disse que praticamente todo o áudio da fita foi censurado devido às palavras de baixo calão que aparecem. No momento, existe entre os pesquisadores mexicanos uma impressão geral de que o filme seja uma fraude. Por isso, Jaime Maussán levou o vídeo original a Phoenix, no Arizona, para análises.

Santiago já havia visto a fita anteriormente, mas não lhe havia dado muita atenção por considerá-la altamente suspeita. Além disso, nos últimos meses houve muitas fraudes (algumas enviadas aos escritórios da revista mexicana Contacto OVNI), e todos estão atentos às possíveis falsificações deliberadas. Após ver a fita, o ufólogo entrevistou Daniel, produtor do 3° Milênio. Este forneceu os detalhes da história e contou que, no dia 24 de setembro de 1997, a produção do programa recebeu um pacote de uma fonte anônima endereçado a Jaime Maussán. O pacote continha o vídeo, que teria sido filmado supostamente em 6 de agosto de 1997, no centro da Cidade do México, e algumas anotações.

Ainda de acordo com as investigações de Santiago, a carta que acompanhava a fita de vídeo explicava que dois amigos fizeram a gravação do topo de um edifício, durante o horário de almoço. Eles preferem permanecer anônimos para evitar problemas com a empresa onde trabalham. Jaime e Daniel localizaram o edifício e dizem ter encontrado várias testemunhas. Entretanto, depois, Daniel comunicou que, durante a investigação, descobriu que as pessoas que fizeram a polêmica gravação trabalham para uma empresa de computadores e software de alta qualidade, e que seus escritórios estão situados no mesmo edifício de onde, aparentemente, foi feita a filmagem.

Santiago, experiente ufólogo, adverte que tudo isso é bastante suspeito. Já a segunda exibição na tevê foi notável por apresentar várias contradições. Por exemplo, uma das testemunhas disse que a gravação tinha sido feita à noite! De nossa parte, a análise inicial sugere que a fita é realmente suspeita e tudo indica que se trata de uma fraude muito bem elaborada.

Indícios de uma suposta fraude na filmagem

O objeto na fita de vídeo permanece em foco durante toda a filmagem - o que é algo extraordinário quando se combina o foco automático e o manual. O efeito oscilatório do objeto apresenta inúmeras vezes a mesma seqüência. O operador da câmera parece conhecer antecipadamente o movimento do suposto UFO - é como se soubesse quando e para onde o mesmo estava se deslocando. Quando o objeto desaparece por trás de um conjunto de edifícios, espera-se que o operador mova a câmera para trás e para os lados, à procura do mesmo, mas isso não acontece.

Outro ponto curioso é que algumas partes do objeto parecem ter sido \'polidas\' por computador. Percebemos essas contradições básicas em menos de 30 minutos de análises, e quando alertamos a comunidade ufológica mundial sobre nossas suspeitas, tais informações foram imediatamente criticadas por King. Mesmo assim, nossa análise preliminar sugere que a linha do horizonte e o conjunto de edifícios foram filmados antes e o UFO, gerado por computador, foi inserido no filme mais tarde. Oras, se uma pessoa tiver o tipo certo de software de computador e um pouco de dinheiro e energia, consegue fazer qualquer coisa semelhante.

crédito: ARQUIVO UFO
O estudioso e físico da Marinha dos EUA Bruce Maccabee, que foi o primeiro a analisar o filme mexicano, concluiu que o mesmo é autêntico
O estudioso e físico da Marinha dos EUA Bruce Maccabee, que foi o primeiro a analisar o filme mexicano, concluiu que o mesmo é autêntico

King diz que a fita de vídeo tem uma qualidade excepcional, tal como outras em todo o mundo. Ele destacou que "várias testemunhas fizeram descrições detalhadas do avistamento sem saberem da existência da gravação". E também argumentou que o operador da câmera não se antecipou a qualquer movimento do objeto. Admitiu, entretanto, que o mesmo parece ter sido parcialmente \'manipulado\' por computador. Principalmente por causa disso, tem-se a impressão de que a gravação é uma fraude. Curiosamente, alguns experts em análises de material fotográfico concluíram o contrário. Bruce Maccabee, físico da Marinha dos EUA e ufólogo de renome mundial, por exemplo, diz ter analisado a gravação e concluído ser verdadeira. "Minhas análises revelaram um objeto estruturado, de grandes proporções, sobre os prédios da capital mexicana", disse [veja edição UFO 57]. Nossa intenção não é desmentir o fato, mas analisá-lo profundamente.

O ufólogo alemão Michael Hesemann [representante de UFO em seu país] informa ter telefonado para a torre de controle do Aeroporto Internacional Benito Juarez, da Cidade do México, e obtido a confirmação de que, no horário em questão, nenhum objeto havia sido detectado pelo radar. Mesmo assim, a situação das testemunhas é complicada, pois várias telefonaram à torre afirmando terem visto a mesma nave - algumas à luz do dia, outras à noite.

O suposto avistamento aconteceu em Lomas Chapultepec, 10 km a noroeste do centro da cidade - quase nada para uma cidade com vinte milhões de habitantes. Hesemann pesquisou o fato e descobriu que os edifícios que aparecem no filme são prédios de escritórios. O produtor do programa 3° Milênio, Daniel Muñoz, tentou entrevistar algumas pessoas que trabalham lá, mas nada conseguiu. "O avistamento não apareceu nos noticiários nem nos jornais, e o vídeo foi enviado anonimamente a Maussán", disse Daniel.

Hesemann diz que, até o momento, há indícios de que o filme possa ser mesmo uma fraude, a menos que se achem testemunhas para mudar isso. Afinal, desde que a computação gráfica alcançou o estágio atual, é praticamente impossível distinguir qualquer adulteração de vídeo e somente boas e fidedignas testemunhas podem salvar a situação. É o mesmo que dizer que, hoje, nem sempre uma imagem vale mais que mil palavras... "Durante minha próxima visita ao México, farei uma pesquisa do caso e tentarei encontrar testemunhas para entrevistar. Daí então vamos ver o que acontece. Mas, até lá, é melhor manter o ceticismo em pé", diz o ufólogo.

A pesquisadora e especialista em efeitos visuais Liz Edwards examinou muitos fotogramas do vídeo do México a nosso pedido. Liz informou que em um deles há a produção do que chamou de "uma explosão estelar de pixels – um fenômeno diferente e muito suspeito". A pesquisadora também está preocupada com outros aspectos do vídeo. Em primeiro lugar, o fato de o filme ter sido enviado anonimamente a Jaime Maussán já é altamente suspeito. "Se alguém filma o que pode vir a ser o maior vídeo ufológico da história, à luz do dia, algo que poderia resultar em grandes lucros, sem mencionar a fama e um lugar de destaque que a pessoa teria na Ufologia, com certeza essa pessoa venderia o material e jamais ficaria escondida, vendo outras usarem seu trabalho para se promover e ganhar fortunas", disse a experiente estudiosa.

A tal explosão estelar de pixels mostra detalhes que tornam a fita questionável e lança dúvidas sobre a sinceridade de seus autores. A ufóloga descobriu ainda que o filme (que pode ser capturado da Internet) possui a marca de um site de origem não identificada, mas que pertence a uma empresa que ocupa lugar de destaque no campo de programação de jogos de computador em três dimensões. Para ela, o fato dessa empresa estar envolvida na distribuição do vídeo pela rede mundial é, no mínimo, uma estranha coincidência...

Testemunhas oculares não atestam veracidade

Apesar de terem aparecido várias testemunhas oculares que alegam ter visto o fenômeno, isto ainda não muda em nada a pesquisa da gravação, pois muitas perguntas permanecem sem respostas. O que este caso demonstra, de qualquer forma, é a tendência de alguns ufólogos em divulgar aquilo que acham ser uma verdadeira imagem de UFO sem antes submetê-la a uma análise independente e competente. Essa precipitação tem trazido descrença na Ufologia e em seus métodos, por parte de cientistas e da população. Quando isso ocorre, fica uma mancha na reputação dos bons ufólogos, difícil de ser removida.

crédito: televisa
Testemunhas ouvidas por ufólogos mexicanos dão depoimentos de observações de UFOs na capital, mas não convencem os especialistas que analisaram o filme
Testemunhas ouvidas por ufólogos mexicanos dão depoimentos de observações de UFOs na capital, mas não convencem os especialistas que analisaram o filme

A comunidade ufológica mundial encontra-se de sobreaviso, especialmente quando acontecem discrepâncias entre o material físico a ser analisado - no caso a fita de vídeo - e as declarações de testemunhas e outras pessoas envolvidas. Liz Edwards levantou várias dúvidas sobre a filmagem que deveriam ter sido colocadas desde o início. Porém, o que mais preocupa os pesquisadores sérios é que, se confirmada a fraude na fita de 6 agosto, surgirão sérias dúvidas quanto à autenticidade de muitos outros vídeos de UFOs que apareceram no México nos últimos anos.

País de intensa atividade ufológica

O México é considerado um país campeão mundial em ocorrências ufológicas. Sua casuística é, com certeza, uma das mais intensas e diversificadas de que se tem notícia. Pousos de UFOs e seqüestros de seres humanos por extraterrestres, no México, são tão comuns quanto observações de naves sobre grandes cidades, em plena luz do dia.

Igualmente, o país detém o título de recordista em filmagens de discos voadores em manobras, tanto diurnas quanto noturnas. Sobre a capital federal, por exemplo, desde 1988, mais de mil filmes foram obtidas por cinegrafistas profissionais e amadores, registrando em definitivo a soberba casuística que assola o país. Algumas filmagens são espantosamente claras e misteriosas.

Talvez contribua para este tão elevado índice de observações o fato de o país ter uma população relativamente aberta à questão ufológica, que recebe o assunto sem o preconceito existente em países europeus ou mesmo o sensacionalismo que caracteriza aparições de UFOs nos EUA e Canadá. A forte religiosidade do povo mexicano - predominantemente católico - não diminui o interesse pelo assunto. Talvez até o aumente.

Dono de um passado glorioso, que teve as extintas civilizações Maia e Asteca como principais alicerces da cultura multifacetada do país, o México tem também um grande número de pesquisadores de UFOs com vasta experiência e espalhados por literalmente todo seu território. Isso garante não somente que os fatos acontecidos sejam devidamente registrados, mas também apropriadamente pesquisados. Nos últimos anos, centenas de novos casos no país tornaram-se conhecidos.

Para continuar lendo este artigo, você deve se cadastrar no Portal UFO. O cadastramento é gratuito e dá acesso a todo o conteúdo do site.

Login

Compartilhe esse artigo:

Sobre o Autor

Graham Birdsall

Comentários

UPDATED CACHE