ARTIGO

Antes de Roswell: a queda de um disco voador em Cabo Girardeau

Por Umberto Visani | Edição 262 | 12 de Novembro de 2018

Quedas de discos voadores têm sido registradas em inúmeros lugares do mundo, e mesmo antes do conhecido Caso Roswell
Créditos: EDITORIA DE ARTE

Antes de Roswell: a queda de um disco voador em Cabo Girardeau

O mais famoso e icônico caso ufológico envolvendo a queda de um UFO é, sem qualquer dúvida, o Caso Roswell. Ocorrido nos primeiros dias do mês de julho de 1947, nos arredores da cidade de Roswell, no estado norte-americano do Novo México, poucos dias depois do famoso avistamento do piloto Kenneth Arnold que deu início à Era Moderna dos Discos Voadores, o episódio inaugurou um novo momento da pesquisa ufológica. Roswell, porém, não foi o primeiro caso de queda de um disco voador.

É importante notar que embora a data oficial de início da Ufologia tenha sido fixada em 24 de junho de 1947, os avistamentos de discos voadores já vinham acontecendo há um bom tempo, primordialmente — mas não apenas — nos Estados Unidos, e estavam causando sensação. Assim, quando as notícias sobre a recuperação, pelo Exército norte-americano, de uma nave alienígena acidentada se espalharam pelo país e pelo mundo, a agitação em torno do assunto chegou ao auge.

Antes de Roswell

Hoje sabemos que Roswell foi muito mais do que um caso de queda de UFO — foi também um acontecimento que envolveu o resgate de corpos alienígenas já em decomposição e a possível apreensão de um ou dois seres ainda vivos. Foi, além disso, um evento que parece ter aberto as portas para os vários saltos tecnológicos que vimos acontecer nas décadas posteriores, cujas origens, segundo diversos pesquisadores, estariam na engenharia reversa que teria sido aplicada à nave recuperada.

Neste artigo conheceremos um caso ocorrido alguns anos antes de Roswell e que, se tudo algum dia se comprovar, terá lançado as bases para os procedimentos adotados e seguidos pelo Exército e pelos órgãos de Inteligência, no Novo México. Mas para que possamos entender a relevância do primeiro caso, precisamos, antes, entender a relevância e o que aconteceu no segundo.Os eventos do segundo caso começaram nos primeiros dias do mês de julho de 1947, quando alguns moradores dos arredores de Roswell alegaram ter visto bolas de luz voando sobre os campos e colinas, em direção à cidade. Alguns dias depois, durante uma forte tempestade com muitos raios e trovões, o capataz do Rancho J. B. Foster Willian “Mac” Brazel disse ter ouvido um forte estrondo, diferente do som dos trovões, fato corroborado por sua filha durante depoimento posterior.

No dia seguinte, Brazel saiu cedo para cuidar dos animais e para avaliar os estragos feitos pela tempestade. Ao chegar a determinado ponto da propriedade, o homem se deparou com um cenário de devastação — por centenas de metros os campos estavam cobertos de detritos e pedaços de materiais que o fizeram acreditar que ali houvera um acidente aéreo e que o estrondo ouvido na noite anterior estava relacionado com a queda de um avião.

TODO O CONTEÚDO DESTA EDIÇÃO ESTARÁ DISPONÍVEL NO SITE 60 DIAS APÓS A MESMA SER RECOLHIDA DAS BANCAS

Para continuar lendo este artigo, você deve se cadastrar no Portal UFO. O cadastramento é gratuito e dá acesso a todo o conteúdo do site.

Login

Compartilhe esse artigo:

Sobre o Autor

Umberto Visani

Comentários