ARTIGO

Análise de registros oficiais de UFOs na Austrália

Por Bill Chalker | Edição 272 | 12 de Setembro de 2019

Em uma península estreita da Costa Oeste Australiana,há um grande campo com antenas e torres militares
Créditos: EDITORIA DE ARTE

Análise de registros oficiais de UFOs na Austrália

É fato plenamente conhecido que grandes potências mantêm bases e instalações militares espalhadas por outros países, muitas de Inteligência e apoio e algumas com equipamento nuclear. Também não é novidade que os UFOs têm um especial interesse em instalações militares, como comprovam os inúmeros casos descritos na literatura. Isso também acontece na Austrália, onde existem algumas instalações de especial interesse.

Em uma península estreita da Costa Oeste Australiana, mais de 1.000 km ao norte dos principais centros populacionais da região, há um grande campo com antenas e torres militares. A instalação é dividida em três locais principais, conhecidos como áreas A, B e C. A área A encontra-se no extremo norte da península, onde a torre zero ergue-se à vertiginosa altura de 387 m e é a estrutura central do vasto conjunto. Outras 12 torres ficam em dois anéis concêntricos em torno dela.

As torres sustentam grandes quantidades de fiação que compõem o conjunto de antenas de frequência muito baixa (VLF), cobrindo uma área de 10 km2, que é a maior do mundo para projetos desta natureza. A área B está situada poucos quilômetros ao sul e é a sede das instalações e das transmissões de alta frequência. Já a área C — a principal área receptora dessa sigilosa instalação — está localizada 60 km mais ao sul. O local é oficialmente chamado de Estação de Comunicação Naval dos Estados Unidos Harold Holt, mas é mais popularmente conhecido como North West Cape.

Coletando informações

No vasto esquema de instalações que compõem a rede de coleta da Inteligência norte-americana em todo o mundo, North West Cape desempenhou um papel importante e extremamente sensível — a base nunca esteve muito longe dos dramas e controvérsias que giraram em torno dos temores de uma possível guerra nuclear entre Estados Unidos e União Soviética.

Em seu livro A Suitable Piece of Real Estate [Um Pedaço Adequado de Imóvel. Hale & Iremonger, 1980], o doutor Desmond Ball, pesquisador sênior do Centro de Estudos Estratégicos e de Defesa da Universidade Nacional da Austrália, escreveu: “North West Cape é atualmente um dos mais importantes elos na rede de defesa global dos Estados Unidos”. Sua principal função era fornecer comunicação para a mais poderosa força de dissuasão da Marinha dos Estados Unidos, seus submarinos de propulsão nuclear e mísseis balísticos.

Ball afirmou ainda que “a Agência de Segurança Nacional (NSA) é o principal órgão de inteligência dos Estados Unidos operando na Austrália. Comparada com a CIA, a NSA tem uma presença muito maior, é mais importante, mais secreta e mais próxima das organizações de Inteligência da própria Austrália”. A NSA é responsável por todas as várias atividades associadas com sinais de Inteligência, como Inteligência eletrônica, de comunicações, de radar de contador eletrônico e segurança de sinal.

TODO O CONTEÚDO DESTA EDIÇÃO ESTARÁ DISPONÍVEL NO SITE 60 DIAS APÓS A MESMA SER RECOLHIDA DAS BANCAS

Para continuar lendo este artigo, você deve se cadastrar no Portal UFO. O cadastramento é gratuito e dá acesso a todo o conteúdo do site.

Login

Compartilhe esse artigo:

Sobre o Autor

Bill Chalker

Comentários

UPDATED CACHE