NOTÍCIA

Nave Juno observa novo vulcão na lua jupiteriana Io

Por Equipe UFO | 21 de Julho de 2018

Io, lua de Júpiter com intenso vulcanismo, fotografada pela Galileo
Créditos: NASA

Nave Juno observa novo vulcão na lua jupiteriana Io

A nave Juno prossegue sua missão em órbita de Júpiter, analisando o gigante gasoso em busca de pistas sobre a formação do Sistema Solar e a própria origem da vida na Terra. O planeta já foi visitado por vários engenhos terrestres desde os anos 70, como as Pioneer 10 e 11 e as Voyager 1 e 2. A Cassini passou por ele em seu caminho até Saturno e o mesmo fez a New Horizons, o que encurtou em alguns anos a chegada desta a Plutão. A Galileo orbitou esse mundo nos anos 90 e a Juno é a segunda a realizar esse feito.

Mesmo com o foco em Júpiter, a Juno tem observado alguns de seus satélites quando surge uma oportunidade, e uma dessas ocasiões se deu em sua 10º passagem próxima do planeta, em 16 de dezembro de 2017. A nave passou então a 470.000 quilômetros de Io, o mundo mais vulcanicamente ativo do Sistema Solar. Desde as visitas das Voyager, no final dos anos 70, se sabe da existência de ao menos 150 vulcões confirmados nessa lua. O intenso vulcanismo em Io é alimentado por suas aproximações com Júpiter em sua órbita, quando a gravidade do gigantesco planeta atua em seu interior.

Um efeito menor mas significativo acontece com os satélites vizinhos e como resultado a paisagem em Io muda constantemente devido ao fluxo ininterrupto de lava. A Juno, então, por meio de seu instrumento infravermelho Jiram, localizou o que pode ser um vulcão, um ponto quente a uma distância de cerca de 300 km da abertura mais próxima conhecida. Essa distância parece comprovar que se trata de uma nova formação e não uma extensão do outro. Os cientistas continuam a pesquisar as informações enviadas pela Juno, já que a passagem de 16 de junho último por Júpiter não permitiu uma maior aproximação com Io. Futuras órbitas farão a nave se aproximar da ativa lua, permitindo confirmar o novo vulcão. Com a garantia de uma missão estendida ao menos até 2022, espera-se que a Juno possa estudar as luas de Júpiter, com destaque para Europa, forte candidata a abrigar formas de vida em seu oceano oculto por baixo de sua capa de gelo.

O possível novo vulcão observado pela Juno é uma área mais clara abaixo do centro da imagem, crédito NASA

Site da missão Juno

Missão Juno em Júpiter recebe extensão até 2021

Europa, lua candidata a abrigar vida alienígena, exibe melhor evidência de gêiseres

Motores da Voyager 1 são acionados após 37 anos sem uso

Prossegue a missão Juno com o envio de mais fotos e informações sobre Júpiter

Metano detectado em Enceladus pode ser produzido por organismos alienígenas

Saiba mais:

Livro: Dossiê Cometa

DVD: Buscando Vida Fora da Terra

Enquanto cientistas de diversas áreas buscam respostas para a origem e o futuro da humanidade terrestre, a exobiologia vasculha vastas regiões do universo à procura de outras formas de vida. Com exuberantes imagens obtidas pela NASA e usando avançados recursos de computação grá×ca, este documentário mostra como seriam as espécies que encontraremos no espaço e deixa claro que esta é apenas uma questão de tempo.

Compartilhe essa notícia:

Saiba mais sobre este assunto na edição 217 da revista

Comentários