CAPA

Eles estão aqui, mas por quê?

Revista UFO | Edição 256 | 01 de Março de 2018

SHARE

MUNDO UFOLÓGICO

Fatos da Ufologia Brasileira e Mundial

Novos arquivos do Projeto Livro Azul foram descobertos

Em meados de fevereiro o site The Black Vault publicou uma série de documentos originais do Projeto Livro Azul descobertos por seu colaborador Rob Mercer. Residente na cidade de Springfield, a cerca de 20 minutos da Base Aérea de Wright Patterson, no estado de Ohio, ele tem pesquisado a ligação dessa instalação com o Fenômeno UFO há muitos anos — Wright Patterson é a instalação para onde teriam sido levados os materiais obtidos no Caso Roswell, em julho de 1947, e abrigou de 1952 a 1969 o Livro Azul. Por meio de uma pesquisa de classificados, Mercer localizou documentos que estavam à venda e, após adquiri-los, conseguiu rastrear sua fonte original.

Rob Mercer conseguiu localizar uma casa onde residiu um ex-militar, que lhe contou como foi designado para o trabalhar no Livro Azul, porém seu interesse em casos de discos voadores decaiu quando constatou a quantidade de relatos de fraudes que eram enviados para o estudo ufológico oficial da Força Aérea Norte-Americana (USAF). Disse que o projeto tinha poucos recursos e funcionários, já na segunda metade dos anos 60, antecipando seu final em 1969. Foi para facilitar o trabalho de relações públicas que ele compilou boa parte dos arquivos do Livro Azul em compêndios, facilitando a produção de releases para a imprensa e para as apresentações sobre o tema, que eram frequentes.

Com o fim do Projeto Livro Azul, o oficial desclassificou a maior parte dos arquivos, mantendo alguns documentos ainda confidenciais por conterem informações estratégicas. Conservou várias cópias e mesmo arquivos oficiais que deveriam ter sido jogados no lixo com a desativação do projeto, e ainda entregou a Rob Mercer mais quatro caixas contendo documentos, livros, fotos, memorandos, regulamentos e outros itens. O material pode ser consultado e baixado no The Black Vault [www.theblackvault.com].


Governo Peruano reativa investigação ufológica oficial

A Força Aérea do Peru (FAP) e o Governo daquele país reativaram o Departamento de Investigación de Fenómenos Anómalos Aeroespaciales (DIFAA), com o fim de lidar com relatos de objetos voadores não identificados que possam representar uma ameaça ao tráfego aéreo peruano. Conforme disse o ministro da Defesa, Pedro Cateriano [Foto ao lado]: “Qualquer objeto que voe dentro do espaço aéreo nacional de forma ilícita, anômala e cuja natureza não seja identificável representa uma ameaça à segurança aérea civil e militar e à navegabilidade. Portanto, a FAP tem a obrigação de investigar esses fenômenos para salvaguardar a ordem e o uso correto dos corredores aéreos nacionais”. O órgão tem se deparado com diversos casos que desafiam as teorias convencionais e que terminam por inspirar a elaboração de teorias menos ortodoxas para tentar uma explicação.

Garantindo a segurança dos voos no Território Peruano

Sempre que recebe um relato de UFO, a primeira providência do DIFAA é consultar as torres de controle de tráfego aéreo próximas da região onde ocorreu o avistamento, buscando evidências para substanciar o testemunho e obter informações — tudo para implementar as necessárias ações para proteger a aeronáutica. Entre os membros do conselho consultivo do órgão estão, além dos militares, um astrônomo, um arqueólogo, um sociólogo, um ex-piloto, um físico, um filósofo e um comunicador. O fundador do DIFAA e consultor da Revista UFO coronel Júlio Chamorro afirma que a reativação do órgão está de acordo com a Constituição Peruana, que, em seu capítulo XII, define como dever do estado garantir a segurança do país com as Forças Armadas. “O DIFAA deve trabalhar para a aceitação desses fenômenos pela sociedade, a fim de que as pessoas contêm suas experiências, pois tais ocorrências envolvem toda a humanidade”, disse Chamorro, que virá ao Brasil em maio para o XXIII Congresso Brasileiro de Ufologia, que ocorrerá em Porto Alegre [Veja anúncio nesta edição].

TODO O CONTEÚDO DESTA EDIÇÃO ESTARÁ DISPONÍVEL NO SITE 60 DIAS APÓS A MESMA SER RECOLHIDA DAS BANCAS.


Grande Ofertas Exclusivas da Revista UFO