ARTIGO

O que é o documentário Data Limite Segundo Chico Xavier?

Por Equipe UFO | Edição 232 | 01 de Março de 2016


Créditos: FEB

“Todas as religiões do mundo apontam para um momento único no futuro da humanidade, no qual a realidade será drasticamente transformada por um evento singular. Esse evento dará início a uma nova era existencial para todos os seres que compartilham o planeta Terra. Será o momento em que a espécie humana reencontrará suas origens e descobrirá o seu papel no universo em que está inserida. Mas quando isso acontecerá? Teria a humanidade um prazo para adequar sua postura moral à esta nova realidade? Qual seria a sua data limite?”

Se o leitor reconheceu o parágrafo acima, provavelmente já assistiu ao documentário Data Limite Segundo Chico Xavier. Traduzido para sete idiomas e assistido por milhões de pessoas no Youtube, este filme não parece ter chegado a 190 países do globo por acaso — sua mensagem revolucionária alcança milhares de novos lares todos os dias, rompendo paradigmas obsoletos da espiritualidade humana e propondo uma transformação interior capaz de ampliar significativamente a forma como nos relacionamos com o todo.

O documentário é uma produção nacional, independente, totalmente financiada com capital próprio e contando com o apoio de muitos parceiros de convicção, como a Revista UFO. Para subsidiar a intrigante visão do médium Chico Xavier acerca de um futuro encontro da humanidade com seres de outros planetas, os produtores da Cine Makers e Pozati Filmes foram buscar especialistas das mais diversas áreas do conhecimento: Ufologia, física quântica, parapsicologia, relações internacionais, espiritualidade e, claro, quem conheceu bem Chico Xavier. Se o leitor ainda não conhece o documentário, vale à pena assisti-lo.

Chegada do homem à Lua


Em Data Limite Segundo Chico Xavier especialistas em Ufologia afirmam que, após a explosão das bombas de Hiroshima e Nagasaki, verificou-se um aumento considerável no número de avistamentos de UFOs em todo o mundo. Pouco mais de duas décadas depois, o médium brasileiro Chico Xavier confidenciava aos companheiros mais próximos que, por ocasião da chegada do homem à Lua, em 20 de julho de 1969, acontecera uma reunião com o que ele chamava de “potências celestes” para verificar o avanço moral da sociedade terrestre. Decidiram as tais potências, então, conceder à humanidade um prazo de 50 anos para que evoluísse moralmente e convivesse em paz, sem provocar uma terceira guerra mundial, um conflito nuclear — tais fatos foram afirmados e reafirmados por Chico Xavier em rede nacional de televisão no programa Pinga Fogo, em edição de 1971, apresentada pelo jornalista Saulo Gomes.

Se convivesse em paz e sem se lançar em um confronto atômico de proporções apocalípticas até a “data limite” — também um termo do médium mineiro —, a humanidade estaria, a partir de então, pronta para entrar em uma nova era de sua existência, e feitos magníficos seriam verificados por todas as partes. Um deles, ainda segundo Chico Xavier, seria o fato de que os nossos “irmãos de outros planetas” — idem —, estariam formalmente autorizados a se apresentarem pública e oficialmente para os habitantes da Terra.

Entrevistados de peso

O documentário Data Limite Segundo Chico Xavier apresenta fatos e conexões históricas que sugerem a possibilidade de a previsão de Chico Xavier se concretizar em um futuro próximo, 2019, propondo ao público uma reflexão sobre a grandeza do contexto do universo, sobre o fato de não estarmos sozinhos e os possíveis desdobramentos que se dariam a partir de uma eventual inserção da humanidade em uma comunidade cósmica.

Dentre os entrevistados do projeto estão o médium e orador espírita Divaldo Franco, considerado um dos maiores da atualidade, o escritor Geraldo Lemos Neto, a quem Chico Xavier confidenciou os fatos da data limite, e o citado jornalista Saulo Gomes. Também são entrevistados o editor da Revista UFO A. J. Gevaerd e os generais Alberto Mendes Cardoso, ex-chefe do Estado-Maior do Exército Brasileiro, e Paulo Roberto Y. M. Uchôa, filho do pesquisador, contatado e também general Alfredo Moacyr Uchôa, pioneiro da Ufologia Brasileira.

Além deles, tem destaque em Data Limite Segundo Chico Xavier o ex-ministro de Defesa do Canadá, Paul Hellyer. Em 2005, Hellyer ganhou as manchetes de todo o mundo ao anunciar publicamente que “UFOs são absolutamente reais”. Em uma conferência de Exopolítica em Toronto, disse ao público que já tinha visto um disco voador e que um general aposentado da Força Aérea Norte-Americana (USAF) confirmou a veracidade das informações do livro Dossiê Roswell [Educare Brasil, 2004], de Philip J. Corso, que relata o Caso Roswell.

O ex-ministro adverte, em uma de suas entrevistas, que nossos visitantes extraterrestres só não iniciaram um processo de intercâmbio tecnológico com os habitantes da Terra em razão de sua preocupação com a questão nuclear no planeta — uma visão que está absolutamente alinhada com as revelações feitas por Chico Xavier no citado Pinga Fogo de 1971, embora Hellyer jamais ouvira falar do médium mineiro até o momento em que a produção do Data Limite o entrevistou em seu apartamento em Toronto.

Multidisciplinaridade

A diversidade de campos de atuação dos entrevistados do documentário foi de vital importância para compreensão do ponto de vista de cada especialista em sua respectiva área de conhecimento. Assim, ao final da edição do filme foi possível enxergar mais propriamente o que a priori não estava tão óbvio — que todas as áreas de conhecimento estudadas parecem convergir para a visão de Chico Xavier, de que este encontro da humanidade com outras espécies cósmicas se aproxima e será um novo marco na história da humanidade.


Será, sem dúvidas, um evento global que reorganizará todas as coisas e mudará completamente a nossa forma de ver e de nos relacionarmos com o mundo e com o próximo. O que a espiritualidade manifestou outrora por Chico Xavier está sendo agora confirmado e reafirmado por diversas áreas do saber no documentário Data Limite Segundo Chico Xavier. Paul Hellyer é um exemplo inegável. Isso porque, talvez, o conhecimento humano, a espiritualidade, as diversas dimensões, a ciência e a vida fora do planeta Terra sejam tão somente partes de uma mesma realidade integral, ainda a ser desvendada pelo homem.

Das telas para o livro


Em 2015, após o seu lançamento internacional na cidade de Lyon, na França, o documentário foi publicado em livro pela Editora Citadel, de Porto Alegre. Com tiragem inicial de 20.000 exemplares, a obra já é considerada um dos títulos mais vendidos do segmento, segundo a Rede Saraiva. No livro, os autores apresentam a história de sua jornada de produção e revelam a filosofia que norteou todo o projeto Data Limite Segundo Chico Xavier a partir das perspectivas surpreendentes apontadas por Chico.

Para continuar lendo este artigo, você deve se cadastrar no Portal UFO. O cadastramento é gratuito e dá acesso a todo o conteúdo do site.

Login

Sobre o Autor

Equipe UFO

Comentários